| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Eleições 2022.

Moisés recusa Antídio Lunelli como vice

Em reunião, na Casa D´Agronômica, o governador comunicou sua decisão

O vice-candidato ao governo do estado na chapa do atual governador Carlos Moisés (Republicanos) ainda pode ser do MDB, mas não será o empresário e ex-prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli. Essa é a tendência depois de uma conversa entre os dois na Casa D'Agronômica na segunda-feira, dia 27, ocasião em que Moisés deixou claro a Lunelli que não o quer como vice. Todavia, o governador deixou aberta a possibilidade de escolher o seu vice e até o candidato ao senado nas fileiras emedebistas, mas essa será uma decisão sua e não por imposição. Moisés não teria gostado do tom de críticas ao seu governo no programa político do MDB apresentado em redes de rádio e TV.

Lunelli levou essa informação para a reunião da executiva estadual também nesta segunda-feira, quando disse (em áudio que circula nas redes sociais): "Está muito visível que o governador não me quer de vice. Inclusive estive com ele antes da nossa reunião, então me falou com toda delicadeza, educação, que quer que o MDB escolha o candidato a vice e ao senado".

Diante dessa nova situação , Lunelli recolocou seu nome à disposição do MDB como pré-candidato ao governo do estado. Os participantes da reunião aplaudiram a fala do ex-prefeito de Jaraguá do Sul. "Eu fiz o que podia para tentar unificar o partido. Mas não foi suficiente. Entendo que nada mais justo que agora a gente ouvir as nossas bases que estavam bastante incomodadas com essa possível aliança. Vou trabalhar para colocar em prática o modelo de gestão pública que considero ideal, com mais gestão, transparência, eficiência, planejamento e entrega", afirmou Lunelli em comunicado via assessoria de imprensa.

Durante a reunião da executiva, ficou acertado que o partido irá indicar o nome de Lunelli como candidato a vice, na chapa de Carlos Moises. Os líderes também anteciparam a convenção da sigla para o dia 23 de julho.

Todo o encaminhamento visando essa união partidária será feito pelo presidente em exercício do partido, Edinho Bez, juntamente com uma comissão de lideranças. A pedido do presidente da Alesc, Moacir Sopelsa, Edinho retirou seu nome como pré-candidato ao Senado, levando em consideração que o candidato a governador, aprovado na última reunião, também é da cidade de Tubarão.

Visita

Um dia após a reunião do Diretório Estadual do partido e no primeiro dia da presidência de Edinho Bez, o governador Carlos Moisés foi pessoalmente à sede do MDB, em Florianópolis. Na visita, o chefe do executivo estadual reiterou seu desejo de ter o MDB no seu projeto à reeleição. Durante a conversa, o presidente em exercício do MDB afirmou ao governador que muitos emedebistas têm a mesma vontade de apoiá-lo.

Depois de colocar a sede do partido à disposição para novas visitas, Edinho se comprometeu em intensificar nos próximos dias o diálogo com as lideranças do partido em busca de consenso e unidade rumo às eleições de outubro.

LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |