| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Ajuda

Livro vai retratar a rizicultura em Ilhota

ALBSC pede contribuições para fazer a impressão dos livros.


Foto: Acervo Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina (ALBSC) - Seccional de Ilhota



A Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina (ALBSC) - Seccional de Ilhota vai lançar um livro sobre o cultivo de arroz no município. Para isso, conta com a ajuda da comunidade para alcançar o valor necessário para fazer a impressão de 250 exemplares da publicação.

O livro intitulado "Mãos que Plantam - um retrato do cultivo de arroz em Ilhota" vai trazer, por meio de fotografias, o movimento no cultivo de arroz na cidade durante a safra 2020/2021. Foram mais de duas mil fotos batidas por pessoas da comunidade e por agricultores. O trabalho também é um registro histórico que visa valorizar a memória local, já que conta com entrevistas e depoimentos de agricultores aposentados, compilando a evolução histórica e tecnológica do setor.

A presidente da ALBSC, Eli Regina Nagel dos Santos, explica sobre a escolha do tema. "Nosso estatuto diz que todos os anos devemos homenagear, de forma intercalada, um escritor, um acadêmico, alguém interno e um setor da comunidade. Como em 2019 havíamos homenageado o acadêmico imortal Felício Bittencourt, em 2020 decidimos que o trabalho seria realizado dentro da comunidade".

A escolha pela agricultura se deu primeiro, já que 57% do território de Ilhota é ocupado pela prática agrícola. A escolha da rizicultura veio depois. "Como a agricultura do município é bem variada achamos melhor focar em um segmento e optamos pelo arroz por ser uma das culturas mais antigas e o município ser o segundo maior produtor de arroz da microrregião da Foz do Itajaí-Açú, com cerca de 80 rizicultores no município", destaca Eli. Em fevereiro de 2020, a Academia de Letras começou a definir cada etapa do projeto. "Em julho de 2020, iniciaram os contatos com a Epagri e, em agosto, a coleta de fotografias amadoras e profissionais por meio de um concurso envolvendo a comunidade e parceiros". Mas os membros da academia também visitaram os agricultores para registrar o o processo. "Nada era agendado, na medida em que passávamos em determinada região, se o agricultor estivesse realizando um procedimento, os flashes eram ligados. Quanto mais natural os registros melhor", conta Eli. A etapa fotográfica foi até junho deste ano, quando terminou a colheita da chamada ressoca do arroz.

Ajuda da comunidade

Todo o trabalho de seleção das fotografias que vão compor o livro e recortes de entrevistas já foi finalizado. Agora, a ALBSC - Seccional Ilhota está em processo de montagem do material que vai para a gráfica. A impressão deve ser feita em outubro. "O lançamento está previsto para novembro de 2021, mas, para isso, estamos buscando patrocínios", explica Eli. A Academia de Letras de Ilhota precisa juntar R$ 11.442.50 para conseguir imprimir 250 exemplares do livro.

A presidente da entidade afirma que uma parte já foi arrecadada com empresas do setor. "A outra nós achamos que podemos conseguir com a ajuda da comunidade, uma vez que será um material riquíssimo, pois vai retratar e preservar a cultura dentro desse setor, a valorização da agricultura, registrará a evolução e os avanços tecnológicos. Também, achamos possível a comunidade abraçar o projeto por não termos nenhum material que registra algo semelhante em nossa região", justifica. Quem puder ajudar, a transferência de qualquer valor pode ser feita por Pix para a chave: academiadeletrasilhota@gmail.com.



LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |