| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
TOP_Editorial.png

O novo aumento dos combustíveis

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira(17),um novo aumento nos preços dos combustíveis e que vai impactar sobremaneira na inflação, que ameaça sair do controle da política econômica do governo federal. Bastou o anúncio para que uma enxurrada de críticas da classe político desabasse sobre a estatal, como se não fosse culpa da própria classe política a situação a que chegamos neste país. A fórmula de reajuste dos preços dos combustíveis e derivados é uma verdadeira caixa preta e que ninguém ainda conseguiu abrir, pois a mesma explicação que se dá para os reajustes sucessivos - o preço do petróleo no mercado internacional - não é o mesmo quando existe um recuo nos preços. A Petrobras tem se tornado uma pedra no sapato dos economistas do governo e do próprio presidente Bolsonaro que tem feito críticas duras e ameaças à diretoria da estatal, porém, sem conseguir interferir de fato na gestão da empresa, que é de capital misto, sendo oo governo federal o maior acionista. Neste momento, a briga contra o aumento dos combustíveis nos parece muito mais um enfrentamento no plano político do que no econômico, pois a curto e médio praz não existe solução. A empresa é soberana nas suas decisões e aplica os reajustes para se proteger e aos acionistas.



OUTROS ARTIGOS E EDITORIAIS