| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Meio ambiente.

Semana de alerta para poluição

Prefeitura de Gaspar aderiu ao movimento da ong 'Lixo Zero Brasil', que orienta para o descarte correto

Foto: FOTO: PMG
A equipe do JM e de outros órgãos de imprensa da região participaram do passeio no Itajaí-Açu

Por Alexandre Melo

jornalismo3@jornalmetas.com.br

De tempos em tempos, nunca é demais lembrar que existe um rio banhando Gaspar. A água deste rio precisa de cuidados, pois é essa água que, depois de tratada, abastece as residências, indústrias e comércios da cidade. Quanto mais impura, mais química é preciso utilizar no tratamento.

Nesta e na próxima semana, Gaspar vai estar engajada à "Semana Lixo Zero", uma ação nacional promovida pela Ong Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB). Em Gaspar, diversas ações vão estar acontecendo no sentido de conscientizar a população para o descarte correto de resíduos. Na abertura da programação, na manhã de quinta-feira (21), a imprensa foi convidada a percorrer um pequeno trecho do Itajaí-Açu, observando e registrando algumas situações incorretas. Segundo a Superintendente da Defesa Civil do município, Ana Janaína Medeiros de Souza, que acompanhou a equipe do Jornal Metas, a poluição nas águas do Itajaí-Açu não está tão perceptível em função das chuvas dos últimos dias, mas nas encostas existe muito lixo acumulado. "As vezes nem é a população que mora ali, mas alguém que vem de outro lugar e descarta o lixo na beira do rio", observa.

Neste sábado, uma equipe de voluntários vai percorrer trechos do Itajaí-Açu para um mutirão de limpeza das águas e margens. O trabalho será coordenado pela Defesa Civil, Samae, Secretaria de Obras, Diretoria do Meio Ambiente, entre outros órgãos envolvidos na Semana Lixo Zero. Parte do lixo recolhido será exposto na Praça Getúlio Vargas no encerramento da Semana Lixo Zero. Outras atividades vão estar acontecendo até o fnal do mês. (veja quadro ao lado).

Janaína explica que não existe uma lei genérica para punir quem joga lixo na natureza, mas alguns materiais quando descartados geram penalidades aos infratores, pois representam ameaça à saúde humana. É o caso de lâmpadas e pilhas. "O Samae tem hoje um programa de coleta de vários materiais que, não podem ser descartados na natureza, porém, muitas vezes, a população não tem acesso a essa informação", lamenta a superintendente.

A erosão das margens do rio é outra situação que preocupa. De acordo com Janaína, isto acontece por dois fatores: a ação do homem e da própria natureza. No caso do homem é o ato de cortar o talude de forma irregular ou não fazer as obras de contenção próximas às construções. A superintendente revela a existência de pontos das margens do rio onde ocorrem deslocamentos de terra em função principalmente das subidas e descidas do rio. Nestas áreas, a Defesa Civil realiza um monitoramento permanente e vistorias a cada três meses.

Dez anos

Em 2021 completam-se dez anos da última enchente no município. De lá pra cá, várias ações foram adotadas na área da prevenção. As cotas de enchentes, por exemplo, foi uma das conquistas da Defesa Civil. "A comunidade hoje pode acessar o site da Defesa Civil e conferir qual a cota de enchente para atingir a sua rua", diz Janaína. A Defesa Civil do estado também desenvolveu um aplicativo onde a população pode acompanhar em tempo real as condições do tempo e saber, com antecedência, se existe previsão de algum fenômeno climático. "Isto pode ser acessado de um celular, ou seja, na palma da mão", reforça a superintendente.

Janaína observa que a Defesa Civil de Gaspar hoje está muito melhor preparada para enfrentar as mais diversas situações. "A gente sabe que eventos climáticos como o de 2011, ocorrem a cada 25 anos, por isso estamos sempre nos preparando".

Para o vice-prefeito, Marcelo de Souza Brick, a semana Lixo Zero abre uma frente ampla de debate sobre uma questão primordial para as cidades. "Precisamos discutir este assunto não apenas em momentos de enchente, quando se vê uma grande quantidade de lixo descendo o rio, mas todos os anos. 



Agende-se e participe da Semana Lixo Zero

23/10 - Limpeza do rio Itajaí-Açu

25/10 - Palestra no Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC Campus Gaspar: 'Casamento Lixo Zero', a partir das 14h. O evento será transmitido pelo canal do YouTube do IFSC (https://youtu.be/bV1OEJepdhs)

26/10 - Fazzenda Park Hotel promove, a partir das 19h, palestra voltada ao comércio e indústria contando a sua experiência com reciclagem e orientando os estabelecimentos a iniciar o trabalho de sustentabilidade. A apresentação será transmitida no canal do YouTube da Prefeitura de Gaspar.

29/10 - Arthur Rancatti vai palestrar sobre "A importância da construção de uma Cidade Lixo Zero". A partir das 11h no canal do YouTube da Prefeitura de Gaspar

30/10 - Ação de conscientização da população sobre os diversos serviços disponíveis na cidade na área da preservação ambiental: descarte de resíduos e impacto na natureza, entre outros. O evento acontece das 9h às 12h. Haverá exposição de parte do material recolhido na ação de limpeza do Rio Itajaí-Açu e a exposição de alunos da rede municipal de ensino.

De 25 a 31/10 - Secretaria de Obras e Serviços Urbanos e a Secretaria de Agricultura vão realizar mutirões de limpeza de terrenos baldios, valas e ribeirões.


Imagens



LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |