| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Sucesso!

Rafael Obelix vai participar de Talk Show no domingo, dia 17, no Norte Shopping

Ao Jornal Metas ele contou como está sua vida após participar do Programa da Eliana e planos para o futuro.

Foto: Divulgação

O gasparense Rafael Obelix é um sucesso nas redes sociais. Ele viralizou na internet após postar um vídeo andando de bicicleta e citando a famosa frase do dia, que naquela ocasião, quando bateu mais de 300 mil visualizações foi "seja incentivador, de críticos o mundo tá cheio".

O ciclista de 33 anos pedala há oito anos e pesa mais de 150 quilos. Ele conta que a paixão pelo esporte surgiu na infância, incentivado pelo pai que sempre lhe dava bicicletas de presente.

Em 2013, ele decidiu deixar de lado a vida sedentária e começar a pedalar para valer. Ele conta que começou com uma bike emprestada da mãe e em outubro daquele ano comprou a primeira bicicleta. "Foi ali que eu tive uma reviravolta da minha vida e eu comecei a postar. Naquela época eu postava no Facebook os pedais que fazia e isso acabou me motivando a postar cada vez mais e incentivar as pessoas".

O sucesso nas redes é tanto que no dia 22 de agosto, o gasparense participou do Programa da Eliana, no SBT. No quadro "Famosos da Internet", ele contou um pouco da sua trajetória e da relação com a obesidade e o esporte.

Por todo esse bom humor e sucesso incentivando pessoas a se exercitarem independentemente do peso, no próximo domingo, dia 17, a partir das 16h, Rafael é o convidado do comunicador Gustavo Siqueira para a primeira edição do Talk Show no Norte Shopping, em Blumenau. O Jornal Metas também conversou com o Rafael Obelix.


JM: Quando você percebeu que seu conteúdo tinha viralizado na internet? Foi um reconhecimento por toda sua jornada?

Rafael: Eu sempre postei conteúdo na internet. Já venho fazendo isso há anos, porém, a partir de maio de 2020 eu baixei a cabeça e decidi que iria focar 200% no Instagram. Foi quando eu comecei a criar conteúdo, postar todo dia, estar online todo dia... Em dezembro de 2020, no dia 29, postei um vídeo que era eu pedalando na BR-470. Esse vídeo chegou a 300 mil visualizações. Foi quando eu conversei com a minha esposa e falei que eu queria sair da loja de bicicletas em que eu trabalhava pra focar na rede social e na minha oficina de bicicleta. Com isso eu pude ter um tempo a mais pra estudar a rede social. Foi quando eu percebi que a galera gosta de me ver pedalando e pensei em criar algo em cima da bicicleta. Inicialmente eu pensei em criar dicas sobre ciclismo, sobre pedal, dicas pra iniciantes, mas durante um pedal eu tive a ideia de falar uma frase que eu gosto muito, que é "seja incentivador, de críticos o mundo tá cheio". Eu postei esse vídeo e em três dias bateu 300 mil visualizações, foi aí que eu pensei "agora vou focar nesse negócio".


JM: Como você lida com possíveis críticas por estar acima do peso? Você acha que acaba sendo um exemplo pras pessoas que acham que para praticar exercício ou ser feliz é necessário estar dentro dos padrões?

Rafael: Com certeza eu sou um exemplo pras pessoas, porque elas me veem como uma pessoa que supera as dificuldades. Eu falo isso pra todo mundo: "seu eu consigo, qualquer um consegue". Porque se eu, com 155 quilos, consigo subir em cima de uma bicicleta e pedalar 40 quilômetros, uma pessoa de 120 vai conseguir muito melhor do que eu. Esse é o meu trabalho, mostrar pras pessoas que todos conseguem, que todos podem. Mas claro, eu recebo muitas críticas, mas lido bem com elas. Eu acabo tirando onda da pessoa e fazendo com que ela fique desconfortável com a crítica que fez.


JM: Depois de participar do Programa da Eliana com certeza você ganhou ainda mais visibilidade. Alguma coisa mudou na sua vida com a fama?

Rafael: O Programa da Eliana com certeza foi um divisor de águas pra que o meu nome fosse divulgado no ciclismo nacional. Um ciclista, obeso, no programa do SBT, em rede nacional, num horário de domingo super disputado com certeza me deu mais visibilidade. Principalmente aqui em Gaspar, que eu já era conhecido, mas acabei ficando muito mais. Foi muito legal ver os meus vizinhos, por exemplo, perguntando que dia seria o programa, depois encontrar as pessoas na rua e elas dizendo "eu estava assistindo, hein". Eu sou muito grato a minha prima, Fransuéli Alves de Andrade, que foi a pessoa que me inscreveu no programa. Foi muito legal e com certeza valeu muito a pena.


JM: O que vem daqui pra frente? Quais são os seus planos futuro?

Rafael: Um deles é montar minha loja de roupas e acessórios plus size, porque pras pessoas obesas encontrar peças no nosso tamanho é muito difícil, a gente sobre muito com isso. O segundo é criar o meu pedal, sempre com o intuito beneficente e solidário, pra gente ajudar e ao mesmo tempo divertir as pessoas, fazer com que elas tenham um dia legal feliz. Eu tenho ouros projetos, minha cabeça é muito criativa, mas esses são dos mais cobiçados, digamos.




LEIA TAMBÉM