| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
CRIME AMBIENTAL

Polícia Civil vai investigar pichações em tom de ameaça no Margem Esquerda

Desde o começo da semana, as frases estão sendo grafadas em paredes e muros do bairro


Rua Luiz Franzoi, 1.480

A Polícia Civil de Gaspar vai investigar uma série de pichações que começaram aparecer em muros e paredes de residências e comércios, principalmente do bairro Margem Esquerda. O autor ou autores usam uma frase em tom de ameaça: "Roubar na quebrada vai morrer". Os vândalos ainda assinam com as iniciais CV, que pode estar relacionada a Comando Vermelho, facção criminosa com origem no Rio de Janeiro. Segundo uma moradora, que prefere não se identificar, as primeiras pichações apareceram na manhã de terça-feira (22), nas paredes dos imóveis de número 1.480 e 2.480, da Rua Rua Luiz Franzói. Já na manha de quarta-feira, foram pichados mais dois muros da Luiz Franzói e de mais duas ruas do bairro:  Pedro Bonifácio Sabel e Gertrudes Sibério da Silva.


Pichação no começo da Rua Pedro Sabel

Ainda de acordo com a moradora, duas pichações da Rua Luiz Franzói já foram apagadas, provavelmente pelos proprietários dos imóveis. As outras pichações continuam lá, inclusive uma no muro externo da Sociedade União. De acordo com o delegado Bruno Fernando, pichar muros, paredes, monumentos e outros objetos, públicos ou privados, é considerado vandalismo e crime contra o meio ambiente. Os infratores, se identificados, são enquadrados no artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais). A pena é a detenção de três meses a um ano, e multa, para quem pichar, grafitar ou por qualquer meio conspurcar edificação ou monumento urbano. Se alguém souber alguma informação dos autores, pode entrar em contato no 181, da Polícia Civil, não é preciso se identificar. A mesma pichação apareceu em muros de residências no Sertão Verde. 


Pichação no muro da Sociedade União

Rua Gertrudes Sibério da Silva

Rua Luiz Franzói, 600


Rua Luiz Franzói, 2480



LEIA TAMBÉM