| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Religiosidade.

Festa de São Cristóvão retorna com grande público

O ponto alto das homenagens ao padroeiro dos motoristas foi a procissão motorizada na manhã de domingo (31), que reuniu cerca de 600 veículos, a maioria caminhões

A Festa de São Cristóvão, o padroeiro dos motoristas, retornou em grande estilo. Um grande público compareceu nos três dias do evento. É bem verdade que o fim de semana de muito sol ajudou a levar muito gente à igreja São Cristóvão, no bairro Gaspar Grande.

Depois de uma sexta-feira e de um sábado de celebrações religiosas e muitas atrações na área do salão comunitário da igreja, o domingo foi da tradicional procissão dos motoristas. O que se viu uma enorme fila que começou a se formar ainda na noite de sábado na Avenida Francisco Mastella, no bairro Sete de Setembro, próximo à sede do Corpo de Bombeiros Militar. Na manhã de domingo, os últimos caminhões se posicionaram já próximo à fábrica da JBS, no bairro Poço Grande, numa distância de cerca de 5 quilômetros. Calcula-se em cerca de 600 veículos, a grande maioria caminhões de empresas e particulares.

O caminhoneiro Edinei Polito foi um dos primeiros a chegar. Ele contou que estacinou o seu caminhão por volta das 19h30min de sábado. "A gente estava ansioso, esperando por este momento já que a festa não acontecia há dois anos por causa da pandemia, e nós viemos bem cedo para ficar logo atrás do caminhão do santo", contou. Aliás, este ano coube à família Costa, do bairro Lagoa, a missão de conduzir a imagem de São Cristóvão. No caminho, todos os caminhões foram abençoados pelos freis franciscanos. "É uma festa muito bonita, que estava parada por causa da pandemia, mas com a graça de Deus estamos voltando, o povo bastante animado. É é bonito ver essa fé das pessoas", disse Frei Felipe Zarus.

Solano Costa, o motorista do caminhão que conduziu a imagem do santo, não escondia a emoção de ter a imagem do padroeiro em seu caminhão por cerca de 5 horas de procissão até a igreja, no Gaspar Grande, onde foi celebrada a Missa dos Festeiros. "A nossa família sempre participou dos festejos de São Cristóvão, mas nunca teve a oportunidade de conduzir a imagem do santo. Nós íamos passando e vendo todas aquelas pessoas fazendo o sinal da cruz diante da imagem do santo, realmente foi uma grande emoção", revelou.

A gastronomia foi também um dos pontos altos da festa. Foram comercializados mais de 700 bolos, pães e cucas. Mais de 50 pessoas trabalharam de maneira voluntária para que a festa fosse um sucesso. "Estamos muito contentes, pois esperamos dois anos pela volta deste momento", afirmou o casal Julio Simas e Heloisa Muller, enquanto aguardavam na fila para comprar os quitutes da festa. Há 30 anos ajudando na festa, Luis Carlos Baca comemorou o sucesso da festa. "Graças a Deus todas as festas religiosas estão voltando este ano e com um peso grande, o povo estava com saudades das festas religiosas, e principalmente São Cristóvão que é o protetor dos motoristas", finalizou.  


Confira a galeria 

Imagens

LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |