| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
RUMO À SÉRIE B

Em duelo de seis gols, Brusque garante acesso à Série B

O time catarinense bateu o Ituano por 4 a 2 e garantiu vaga à Série B em 2021

Não poderia ser diferente. Num jogo dramático e decidido somente na segunda etapa, o Brusque venceu o Ituano-SP por 4 a 2, na noite desta segunda-feira (11), no Augusto Bauer, e carimbou, com uma rodada de antecipação, a vaga à Série B do Campeonato Brasileiro. O time catarinense, que em 2019 conquistou a vaga à Série C e o titulo nacional da Série D, pode ainda ser campeão nacional. Decide na última rodada a vaga na final contra o Remo-PA.  

O início do jogo foi intenso, com quatro gols antes dos 30 minutos iniciais: dois para cada lado. Com um minuto de jogo, o Brusque mostrou que seria um time ofensivo. Airton chutou de fora da área obrigando o goleiro Pegorari a espalmar para escanteio. Na cobrança do escanteio, o goleiro do Ituano tirou mais uma vez. E não demorou para o Brusque balançar as redes. Aos quatro minutos, Marco Antônio recebeu lançamento de Ianson, invadiu a área e chutou forte na saída do goleiro Pegorari: Brusque 1 a 0. Mas, não deu tempo de comemorar muito a vantagem. Aos 7 minutos, Gabriel Talliari empatou o jogo para o "galo de Itu". Três minutos depois, o Ituano quase virou novamente com Talliari que acertou uma bicicleta dentro da área e o goleiro Ruan fez grande defesa. Aos 12 minutos, o Brusque pulou novamente à frente do placar. O camisa 10 Thiago Alagoano, o principal jogador do time, recebeu passe de Garcez e fica sozinho na frente de Pegorari. Ele driblou o goleiro e tocou para o gol vazio. Um golaço. O Ituano foi para o ataque e, aos 22 minutos, Zé Mateus sofreu falta na entrada da área. Fillipe Soutto soltou a bomba e empatou novamente. Depois do empate, o Brusque voltou a comandar as ações, mas o restante do primeiro tempo ficou marcado por uma cotovelada de Edilson em Talliari. O jogador do Brusque poderia ter sido expulso pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. Um princípio de confusão se formou em campo. Antes do fim do primeiro tempo, Talliari caiu na área e o time paulista reclamou pênalti. Com quatro minutos de acréscimo, o árbitro encerrou o primeiro tempo.

Para a segunda etapa, o Brusque veio decidido a liquidar o jogo. Com quatro minutos, Garcez, um dos nomes da partida, marcou depois de uma bola recuperada na entrada da área  do Ituano. Thiago Alagoano rolou a bola para o camisa 9 bater forte para o fundo das redes. O Ituano se jogou ao ataque em busca do empate que ainda o deixaria vivo na competição,mas deixou espaços para o contra-ataque. Aos 13 minutos, o Ituano reclamou novamente de pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Aos 18 minutos, o técnico gasparense Jerson Testoni retirou Emerson Martins e Edilson e colocou Escuro e Índio. O time ganhou sangue novo e equilibrou as ações, mas o Ituano continuou insistindo no ataque. Aos 31 minutos, o técnico do Brusque  trocou Marco Antônio por Jefferson Renan, dando mais consistência à defesa. Um minuto depois, Ianson marcou o gol que colocou a pá de cal no Ituano. Zé Mateus cobrou falta para a área e o zagueiro ganhou no alto e depois no chão para mandar de bico para dentro do gol. A partir daí, o Ituano baixou a guarda e buscou o ataque de maneira desorganizada. O Brusque continuou explorando a velocidade dos seus atacantes e por pouco não ampliou com Thiago Alagoano que bateu fraco na saída do goleiro Pegorari. O árbitro Marcelo Henrique encerrou o jogo aos 49 minutos. Na primeira reação, o técnico Jérson Testoni sentou no banco, de reserva e chorou. Refeito da emoção e já no vestiário, o técnico do Brusque agradeceu a todos que ajudaram o clube a chegar no objetivo. "Comissão técnica, patrocinadores, diretoria e jogadores, estes os maiores responsáveis por tudo o que está acontecendo", afirmou Testoni. Na análise do confronto, ele disse que foi um jogo à flor da pele. "Conseguimos fazer dois gols no começo, mas faltou concentração. Eles cobraram um escanteio rápido e marcaram o primeiro gol, mas no segundo tempo equilibramos a partida e conseguimos fazer os dois gols que garantiram a vitória.O técnico do Brusque elogiou o empenho da equipe. "É um objetivo que é muito grande para o clube e a torcida. Agora é buscar o título da Série C", finalizou o técnico. A noite vai ser pequena em Brusque, logo após o fim do jogo houve queima de fogos e buzinaço na cidade. O Brusque agora tem mais um objetivo. Disputar a final da Série C. Para isso, na última rodada precisa vencer o Santa Cruz, em Recife. O empate pode garantir o time catarinense na sua segunda final de campeonato nacional da sua história, porém, vai depender de uma combinação de resultados.


Classificação Série C

CHAVE A

Brusque 9 pontos

Vila Nova 7 pontos

Santa Cruz 5 pontos

Ituano 5 pontos


CHAVE B

Remo 10 pontos

Paysandu 7 pontos

Londrina 6 pontos

Ypiranga 4 pontos




LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |