| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Foto_Bibiana.jpg
COLUNA
Por Bibiana Benites | jornal@jornalmetas.com.br

E no meio do caminho tinha um desvio

Cotidianamente a vida nos apresenta novos, variados, múltiplos caminhos, uns de fácil acesso; outros, que chegam para medir a nossa persistência e habilidade de transformar os tropeços em acertos lá na frente. Mesmo que num primeiro momento não faça sentido algum, mais adiante entenderemos claramente porque - nesse conjunto de acontecimentos que é a vida - não era a hora certa.  

Venho aprendendo que o Universo tem o tempo dele também.

Fiz essa pequena introdução para que vocês entendam onde quero chegar: resido em Gaspar e trabalho em Blumenau então, diariamente venho pela BR 470 e retorno para casa pela República Argentina. Sim, mas o que isso tem a ver? Muita coisa, eu respondo. Por efeito de um deslizamento na Rua Anfilóquio Nunes Pires, no bairro Figueira, a Prefeitura de Gaspar montou uma rota alternativa para quem não quer trafegar na BR 470 à noite, grupo no qual eu me incluo. Há aproximadamente um mês, elegi esse trajeto e dele não abro mão.

Mesmo quando chove e a situação por ali fica mais labiríntica em função da falta de pavimentação e dos buracos que parecem tomar uma proporção maior a cada quilômetro rodado, eu venho percebendo o quanto esse tempo tem me proporcionado paciência para compreender as demoras, desacelerar o passo e aguardar o tempo das esperas.

Ainda que a nossa maior inquietação seja chegar, chegar e chegar, venho prestando mais atenção no trajeto do que no fim dele, como deveria ser tudo na vida. Venho aprendendo sobre observar o cotidiano por um ângulo jamais visto. Venho me permitindo olhar o que me cerca com mais cuidado, com mais carinho e isso tem me trazido tanta coisa boa, tem me feito um bem danado, bem sei o quanto!

Retomando tudo aquilo que inicie falando, a pergunta que eu quero te fazer é a seguinte: quantas opções de caminhos a vida nos apresenta diariamente? Quantas vezes a gente ouve a nossa intuição e acaba indo para um lado ao invés do outro e justamente aquele que escolhemos é o que mais analisa as nossas fraquezas, que coloca os nossos medos e as nossas incertezas à prova? Você já parou para pensar quantos momentos difíceis te tornaram uma pessoa melhor? Quantas situações nebulosas você passou que te ensinaram a enfrentar suas crises, suas neuras, suas inseguranças?

E a minha reflexão com esse texto é simples: a via - liberada por dentro de Gaspar - assim como a vida da gente, é temporária e emergencial. Portanto, não espere muito tempo para mudar, para ser uma pessoa gentil. Não espere muito para perdoar seu passado, para fazer as pazes com você de novo. Tenha calma, aprecie a sua caminhada, as suas pequenas conquistas, as construções internas e externas que isso vem lhe trazendo. Por menor que seja o movimento, tudo é aprendizado.

Tudo está passando rápido demais e talvez amanhã, o tempo não nos caiba mais.

Bibiana Benites  

bibianamolleda@yahoo.com.br





JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |