| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
BOA NOTÍCIA

Nova delegacia de Gaspar ainda neste semestre

18 Janeiro 2019 16:17:00

Delegado Regional confirma a mudança para a nova sede da Polícia Civil da Comarca

Foto: Delegado Egidio: ?meu objetivo é dar total condição de trabalho, para então cobrar resultados? - Foto: Kássia Dalmagro/Jornal Metas

Depois de tantos anos de espera, parece que, enfim, a nova sede da Polícia Civil de Gaspar irá se tornar realidade. Tudo indica que em poucos meses a mudança de prédio se concretize. A informação foi confirmada pelo delegado regional de Blumenau, Egidio Maciel Ferrari, que esteve em Gaspar na quarta-feira (16). A intenção foi fazer uma vistoria no prédio para saber o que de fato está faltando. A reunião contou com a presença do delegado Ricardo Casarolli, coordenador do Fundo de Melhorias da Polícia Civil; do proprietário do prédio; Júlio Testoni; e do prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall. "Faltam poucas adaptações e esperamos que até o fim deste mês o contrato com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) seja assinado", prevê Ferrari. Depois da assinatura, o delegado regional calcula mais dois meses para a conclusão da mudança. "O Estado não vai pagar pela mudança, ela será feita por meio do convênio municipal. Mas para usarmos os recursos desta conta-convênio, o contrato precisa estar assinado. Acredito que dois meses serão necessários para que seja feita toda a instalação da rede lógica, internet e aquisição da mobília", enfatizou. A nova delegacia será instalada em um prédio que fica em frente à atual unidade, no Centro da cidade, onde antigamente funcionava a secretaria de Saúde. O espaço foi reformado e todo adaptado para atender às necessidades de uma delegacia.  

"Hoje, arrisco dizer que a delegacia da Comarca de Gaspar é uma das piores de Santa Catarina, sem condições nenhuma de trabalho. Mas, com a mudança, a Comarca vai passar a ter a melhor delegacia do estado", revela. As melhorias não irão beneficiar apenas os policiais, mas também irão proporcionar um melhor atendimento à comunidade. "Haverá uma entrada exclusiva para a condução dos presos, eles não passarão mais no meio das pessoas e nem pela cozinha. Haverá uma sala ampla e climatizada, onde a comunidade poderá esperar sentada pelo atendimento. Hoje, quem precisa tirar foto para a CNH, por exemplo, precisa ficar em pé no sol ou na chuva".

Quanto ao reforço no efetivo, Ferrari admite que ainda não há nada de concreto. "Depois da nova estrutura pronta, certamente o delegado da Comarca e eu como delegado regional vamos cobrar a vinda de mais policiais para a cidade. Há um concurso que já terminou e falta apenas a nomeação pelo governador para que esses novos policiais sejam chamados para a Acadepol. Nossa expectativa é que isso aconteça ainda neste primeiro semestre e, se assim for, em dezembro eles estarão aptos a atuar e aí, sem dúvidas, vamos ter reforços na Comarca". Hoje, a regional administrada pelo delegado Egidio contempla as cidades de Blumenau, Pomerode e Indaial e as comarcas de Gaspar (Ilhota), Timbó (Benedito Novo, Rio dos Cedros e Doutor Pedrinho) e Ascurra (Apiúna e Rodeio). "Levando em consideração o índice de criminalidade e o volume de serviço, depois de Blumenau aparecem Gaspar e Indaial. Mas se eu for comparar os dois municípios, Gaspar ainda necessita de mais atenção por causa de Ilhota", alerta o delegado.

Na regional 

Durante entrevista è equipe do Jornal Metas, o delegado Egidio também fez um balanço da sua atuação durante os primeiros quatro meses de à frente da delegacia regional. "Acho que estou conseguindo, dentro das limitações, colocar o pessoal para trabalhar. Por exemplo, na delegacia regional havia muitos policiais em desvio de função, pessoas em cargos administrativos e viaturas que encaminhei para outras unidades. Na primeira semana, passei em todas as delegacias para saber quais eram suas necessidades. Pedi que colocassem tudo no papel, que fizessem uma lista. Falei, no dia em que assumi, que meu objetivo é dar condições de trabalho. Não quero que ninguém reclame, que diga que a cadeira está quebrada ou que a viatura está sem combustível. Não vou dizer que isso ainda não acontece, mas estamos trabalhando para mudar essa realidade. Minha vontade é dar condições totais de trabalho, para então cobrar resultados", ressalta.

O delegado também está traçando algumas metas e elaborando um plano de gestão. "Primeiro, quero diminuir, em um ano, as ocorrências em 10% em cada área. Se diminuir, ok, se não diminuir quero que seja justificado, o porque de não ter sido feito. Fugiu do nosso controle ou realmente nós que não conseguimos otimizar e colocar o pessoal para trabalhar? Precisamos atuar de forma profissional, planejada e tentar alcançar as metas determinadas. Nunca trabalhei na iniciativa privada, mas é isso que as empresas fazem para obter o sucesso. A ideia é aplicar isso dentro do serviço público", defende Ferrari.

O delegado também pretende se aproximar mais dos policiais. "Antes, fazíamos apenas uma reunião na regional, no fim do ano, para decidirmos o plantão. Agora, quero fazer reuniões mensais. Não quero só cobrar, quero ser parceiro, entender as necessidades, para alcançarmos resultados". Entre as metas do delegado regional também está unificar todas as delegacias de Blumenau em um único prédio. "Minha ideia é especializar as delegacias, por isso que falo em criar o complexo. Quero ter as delegacias contra crimes patrimoniais, proteção à mulher, homicídios, repressão ao tráfico... isso é o que mais tem funcionado no Estado", finaliza. 


LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |