| ASSINE | ANUNCIE
| | | |

Garcia protegida

Quando surgiu o ridículo movimento O Reinado do Garcia, escrevi aqui posicionando-me totalmente contra. Meu argumento-mor: Garcia é um bairro que pertence a Blumenau. E vai dar com os burros n´água quem entrar de gaiato nessa.

Faz semanas conheci um representante da Sociedade "Amigos do Coração do Garcia", Praça Duque de Caxias, Garcia, Blumenau. Agora sim - entro de corpo inteiro. A descoberta deu-se com a vinda a minha casa do senhor Vilmar, da Vidraçaria Progresso, instalada em frente ao quartel do 23º. BI.

O território dessa associação restringe-se à quadra da praça mencionada. E as atividades revelam-se múltiplas: ajardinamento da área, plantação de árvores, com destaque para palmeiras e um pé enorme de ingazeiro.

Ele surpreende por presentear-nos com vagens mais do que compridas. Foi plantado pelo Zico, dono do ponto de táxi defronte ao batalhão. Canteiros com flores variadas cercam os pés de árvores.

Há bancos suficientes e num bom espaço estão instalações para ginástica. Ao lado dele, a surpresa e encanto maiores: uma geladeira repleta de livros, ornada por uma faixa dizendo: pegue, leve, leia e devolva.

Pondo ordem na minha biblioteca, entreguei ao senhor Vilmar dezenas deles, duplicatas ou já devidamente lidos e relidos. Os gêneros literários são os mais diversificados: literatura, sociologia, matemática, biologia, idiomas, português, alemão, didáticos, autoajuda e vai por aí.

Buscá-los foi a razão da visita do senhor Vilmar da vidraçaria. Em todos eles, encontra-se o carimbo da Sociedade "Amigos do Coração do Garcia".

Falando em autores nossos, blumenauenses, ao menos de coração, figura o meu (rio-sulense) Máximas do Barão de Itapuí e os contos de Maicon Tenfen, O impostor. Ele nasceu e cresceu em Ituporanga.

Claro que foi a obra escolhida para minha estreia como leitor da Biblioteca-geladeira. E se já gostava dos escritos maicontenfenses, deliciei-me com o livro dele. Antes, lançara Entre a brisa e a madrugada, Um cadáver na banheira e o segredo da montanha (todos pela Editora Hemisfério Sul, de Blumenau). O impostor nasceu pelas mãos da Editora Garapuvu, de Florianópolis.

Descobri que o garapuvu (na realidade garavupu) alcança de 20 a 30 metros de altura. Tem de 60 a 80 centímetros de diâmetro. As flores são grandes, vistosas, amarelas. O tronco é elegante, majestoso, reto, alto e cilíndrico, casca quase lisa, de cor cinzenta muito característica.



VEJA MAIS DA COLUNA

JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |