| ASSINE | ANUNCIE
| | | |

Danuza Leão = Mulher Maravilha! (1)

15 Junho 2018 16:10:00

Intitulamos nossa última crônica Hebe Camargo = Mulher Maravilha? A interrogação mostrava que caberia ao leitor decidir após a leitura do texto. Hoje com o sinal de exclamação já decidimos: Danuza Leão é realmente uma Mulher Maravilha, com direito a letra maiúscula.
A irmã da musa da bossa nova, Nara Leão, nasceu em Itaguaçu, no Espírito Santo, e aos 10 anos foi para o Rio de Janeiro. Depois de exercer atividades variadas, tornou-se jornalista. Suas crônicas encontram-se reunidas em Danuza todo dia, Crônicas para guardar e As aparências enganam. Seu maior sucesso foi o livro de etiqueta Na sala com Danuza (1992), que liderou a lista dos mais vendidos, durante um ano e teve uma edição revista Na sala com Danuza 2, em 2004.

Em 2011, escrevíamos sobre o último livro citado, e, com o título Na sala com ela, afirmávamos: "Acabei de ler Na sala com Danuza Leão (Editora Arx, 280 páginas). O volume que tenho em mãos é a 44ª. reimpressão, dezembro de 2003. A autora afirma: "Assim se passaram não 10 anos, como na canção, mas 11."
"O Na sala com Danuza Leão foi publicado em 1992, o Brasil mudou - de Collor a Lula percorremos um belo caminho -, você mudou, eu mudei. Procurei atualizar o livro e modernizá-lo de maneira honesta -, mas em alguns tópicos não consegui mexer, porque certas coisas não mudam. Boas maneiras, gentileza, cortesia, bom senso para enfrentar as situações são e sempre serão eternos, seja no século XVII, XX ou XXII - e tomara que continue assim."

Ela explica que nesses 11 anos, durante quase 9 foi colunista social (NR: ocupou a coluna do Zózimo Barroso do Amaral, no Jornal do Brasil) e nessa nova versão do Na sala começa contando um pouco dessa experiência trabalhosa e aparentemente muito glamorosa: a coluna social.

Foi casada com Samuel Wainer, o Samuca, dono do jornal Última Hora, porém a paixão maior chamava-se Antônio Maria, compositor popular e cronista de primeira água. Para se ter uma ideia da ironia, quase sarcasmo, mas prenhe de humor, transcrevemos o primeiro parágrafo do capítulo intitulado O mundo gay:
"Se você costuma transitar pelo mundo gay e um rapaz te apresenta a outro dizendo: "Este é Ricardo, estamos juntos há 10 anos", fique frio. Se você ainda se escandaliza com essas coisas, mesmo assim não mova um músculo do rosto. E, para não ficar aquele branco, pode até dizer: "Que coisa bonita, rara, um casamento durar tanto". Mas não leve sua naturalidade ao exagero de perguntar: "Vocês têm filhos?"  Sim porque você pode ouvir como resposta: "Não, nós evitamos".  Aí, quero ver a sua cara."

 


VEJA MAIS DA COLUNA

JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |