| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
COVID-19

Cinco vagas de secretários não serão preenchidas

Prefeito Wan-Dall pretende ainda pedir à Câmara Municipal as sobras do orçamento e a verba do fundo para construção da nova sede


Em live, na manhã desta quarta-feira (25), Wan-Dall anunciou que vai pedir recursos do legislativo para reduzir os impactos do coronavírus / REPRODUÇÃO INTERNET

O prefeito Kleber Wan-Dall anunciou, nesta quarta-feira (25), novas medidas administrativas com a finalidade de otimizar e reduzir despesas da prefeitura durante a pandemia do novo coronavírus. De acordo com o prefeito, cinco secretários estão deixando suas pastas no final do mês de março. Eles pretendem concorrer ao legislativo municipal nas eleições do mês de outubro deste ano. 

De acordo com Wan-Dall, esses cargos não serão ocupados neste momento. Para as vagas serão nomeados interinos, que podem ser funcionários de dentro das próprias secretárias, porém, essa decisão Wan-Dall disse que vai tomar posteriormente. "O importante é não quebrar o ritmo de trabalho", acrescentou. De acordo com o prefeito, a economia com os salários dos cinco secretários vai chegar a R$ 68 mil/mês, que são recursos que também poderão ir para a área da saúde. Essa situação, informou o prefeito, será mantida enquanto perdurar a crise do novo coronavírus. Entre os secretários que deixarão o governo está o da Saúde, José Carlos Carvalho Júnior. Questionado se o momento seria inoportuno para uma troca de secretário na área da saúde, Wan-Dall disse que não, pois existe uma equipe muito bem afinada e todas as decisões são tomadas de maneira compartilhada.

O prefeito pretende ainda encaminhar ofício à Câmara de Vereadores solicitando que a sobra dos recursos do orçamento do legislativo de 2020 sejam devolvidos integralmente ao Executivo para que sejam aplicados na área da saúde, bem como vai solicitar que o dinheiro do fundo para a construção da nova sede da Câmara de Vereadores, aproximadamente R$ 600 mil, também seja destinado para a área da saúde. O objetivo, explicou Wan-Dall, é contratar mais médicos, mais exames e comprar equipamentos tanto para a Secretaria Municipal de Saúde quanto para o hospital de Gaspar. O dinheiro do fundo será preciso de projeto de lei, já que ele foi aprovado em lei e ela teria que ser modificada. Já as sobras do caixa do legislativo, Wan-Dall disse que ainda precisará consultar a sua assessoria jurídica para saber da necessidade ou não da aprovação dos vereadores.

LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |