| ASSINE | ANUNCIE
ELEIÇÕES 2016

Atenção aos idosos e à mulher

20 Setembro 2016 20:18:13

Amarildo Laureano (PP), o Keka, fecha a série de entrevistas com candidatos a prefeito de Ilhota

Redação Jornal Metas
IMG_0921.JPG
Foto: Jessé Almeida / Jornal Metas
Keka diz que o Plano de Governo foi elaborado ouvindo a população

Suplente de vereador em 2012, assumiu o cargo recentemente e em seguida virou candidato governista. O ex-secetário de Saúde de Ilhota, Amarildo Laureano (PP), o popular Keka, disputa sua primeira eleição majoritária. Keka fecha a série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Ilhota feitas pelo Jornal Metas. O vídeo da entrevista está disponível em youtube.com/metasjornal.

Alexandre Melo: Com a conclusão da ponte, o que o senhor pretende fazer para fomentar economicamente a ligação entre as duas margens?
Amarildo Laureano (Keka): A ponte foi um sonho da população ilhotense. A união das margens vai proporcionar uma melhora na economia do município, tanto que na margem esquerda nós tínhamos 35% da economia que era gasta em outro município e hoje com a ponte as pessoas vão ter livre acesso para vir comprar no comércio da margem direita, e já tem 35% da economia vindo para o município. Queremos também ver uma área para trazer empresas, uma área industrial nas margens da BR-470. Vamos indenizar, comprar alguns terrenos e ver o que será feito para atrair grandes empresas.

Giovani Ramos:  O seu plano de governo pretende criar um centro de atenção à saúde da pessoa idosa e outro de atenção à saúde da mulher. De onde o candidato pretende tirar recursos? 
Keka: Nosso plano de governo demorou a sair porque nós optamos em ouvir primeiro as pessoas. O centro de atenção que nós queremos fazer para os idosos é algo que foi pedido muito, porque antigamente havia encontros de dança em salões de igreja. Nós queremos criar um local para os idosos, onde eles possam estar se encontrando. Os nossos idosos precisam de muito carinho. 

Melo: Então não seria um centro de saúde, mas algo mais amplo?
Keka: Sim, seria um local onde nós faríamos um centro de eventos usado por toda a população, mas especificamente toda a semana pelos idosos, algo que eles estão pedindo muito.

Ramos: E a mulher?
Keka:
A atenção a mulher nós já temos em nossos postos de saúde, temos programas como Outubro Rosa para gestantes. Nós queremos aperfeiçoar dentro do próprio posto de saúde, fazer com que a mulher seja mais ouvida e nós sejamos mais prestativos com elas.

Melo: As escolas de Ilhota não possuem eleição direta para diretor? O senhor pretende implantar. Qual foi a razão?
Keka:
Nós ouvimos as pessoas em todos os bairros e eles nos deram essa opinião - de fazer eleições diretas para as creches e para as escolas municipais. A gente achou a proposta muito interessante, então quem vai escolher realmente os diretores é a comunidade. Serão pessoas responsáveis, capacitadas, não importando a política, nós daremos a oportunidade para as pessoas escolherem os diretores de escolas. 

Ramos: O senhor pretende implantar o transporte coletivo no município? Há demanda para isso na cidade?
Keka:
Indo nos bairros, muitas pessoas nos falam do transporte. E nós nos comprometemos em buscar outras empresas para prestar o serviço. Por exemplo, o Braço do Baú, Boa Vista, bairros mais distantes do Centro, a população quer um transporte coletivo para vir ao Centro. Nós vamos buscar parcerias para implantar o transporte coletivo.

Melo: O que é o Programa Escola Móvel para capacitação profissional nos bairros? 
Keka:
Na verdade essa foi uma ideia da Secretaria Municipal de Educação. Hoje as escolas têm cursos de qualificação profisisonal. A nossa proposta é levar esses cursos com a escola móvel para dar apoio às instituições. 

Ramos: E sobre instituir o Orçamento Participativo, será como existe hoje em Gaspar? 
Keka:
O nosso plano de governo foi elaborado com as pessoas. Nós queremos fazer uma gestão voltada para elas. Nós vamos chegar nos bairros e ver quais são as prioridades. Os moradores vão decidir conosco se a priodiade é uma rua que precisa ser calçada, ampliação de uma creche. E nós vamos ver um recurso de 0,5%, talvez, para que a gente possa estar implantando o Orçamento Participativo.


LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620


JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |