| ASSINE | ANUNCIE
| | | |

Caminhante Errante

Na visão noturna

que se achega ferrenha

buscas entrelaçados caminhos

que direcionam os pensamentos

perpetuando-os para sempre.

Nos emaranhados crepúsculos

enternecidos pelas névoas crescentes

vês tolhida tua vontade determinante

pelos angustiantes desejos.

No tropegar tremulante

de um visor quedante

te atreves, caminhante,

a obscurecer as névoas

que te tolhem as vistas.

Nas tentativas injuriosas

que se enroscam nos teus tentáculos

buscas encontrar as rédeas

de um animal esguio e ferido

que recolhe as forças que o encobrem.

Neste vai-e-vem da vida

que poucos tentam enfrentar

te quedas calmo e tranquilo

no teu eterno caminhar

pois és vida, és morte,

és herói, bandido e forte

és as virtudes quedantes

de um caminhante errante

que os tropeços da vida

enfrenta tudo como um determinante.


VEJA MAIS DA COLUNA