| ASSINE | ANUNCIE
EVASÃO ESCOLAR

Tese de professor é destaque

15 Maio 2018 18:46:33

Jeovani Schmitt apresentou seu trabalho nos EUA

Redação Jornal Metas
foto_defesa.jpg
Foto: Divulgação
Além de apresentar o trabalho nos Estados Unidos, Jeovani (centro) defendeu a tese na UFSC

Uma tese elaborada pelo professor gasparense Jeovani Schmitt, que atualmente leciona no Instituto Federal Catarinense (IFC), em Blumenau, foi destaque na reunião anual de 2018 da Associação Americana de Pesquisa Educacional (AERA). O encontro aconteceu entre os dias 13 e 17 de abril, em Nova Iorque (EUA), e reuniu aproximadamente 17 mil pessoas. O evento teve como tema “Os sonhos, possibilidades e a necessidade de Educação Pública”.

Durante a reunião nos Estados Unidos, Jeovani apresentou aos participantes a tese intitulada “Construção de uma escala de propensão à evasão estudantil em cursos de graduação” - trabalho que recebeu ainda uma premiação pela qualidade e relevância do tema. A tese também foi defendida por Jeovani no dia 27 de abril, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.

Conforme explica o professor, o objetivo do trabalho foi apresentar a metodologia para a construção de uma escala de medida da propensão à evasão para alunos de cursos de graduação na modalidade presencial. “A intenção foi desenvolver um instrumento de medida para identificar alunos propensos a abandonarem seus cursos, orientando as Instituições de Ensino Superior (IES) na elaboração de políticas de acesso e de permanência de estudantes na escola, a fim de minimizar o problema da evasão”, ressalta.

Desistências 
De acordo com Jeovani, nos últimos anos, o Brasil vivencia um aumento significativo no número de matrículas, quantidade de estabelecimentos, e cursos de graduação nas Instituições de Ensino Superior (IES). Por outro lado, porém, a cada ano aumenta a taxa de desistência, sendo que em 2014, 49% dos alunos abandonaram o curso que ingressaram em 2010, segundo um estudo realizado pelo INEP. 

“A evasão escolar no ensino superior é um fenômeno complexo, com consequências para os indivíduos, para a família, para as instituições de ensino, e para a sociedade como um todo.  As consequências do fenômeno frequentemente estão associadas ao desemprego a longo prazo, baixa renda, pobreza, dependência da assistência pública, criminalidade, drogas, álcool, indiferença social e política”, ressalta. 

Para o professor, as perdas de estudantes que iniciam mas não terminam seus cursos são desperdícios sociais, acadêmicos e econômicos. “Por este motivo, a preocupação não deve ser apenas com o acesso dos estudantes, mas também com sua permanência até a conclusão do curso”, alerta. 

LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620


JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |