| ASSINE | ANUNCIE

VOLUNTARIADO

Pronta para auxiliar e servir a comunidade

21 Novembro 2017 20:26:54

Conferência Vicentina de Gaspar celebra 65 anos de história nesta quinta-feira (23)

Redação Jornal Metas

IMG_8608.jpg

Há 65 anos, a comunidade de Gaspar pode contar com uma grande amiga nas horas em que mais precisa de ajuda. Seja para se abrigar, para receber uma doação ou algum encaminhamento, a Conferência Vicentina está sempre pronta para auxiliar. O importante trabalho voluntário e social desenvolvido na cidade será celebrado nesta quinta-feira (23), data de fundação, como uma Missa em Ação de Graças, às 19h, na Igreja Matriz São Pedro Apóstolo. Após a celebração, a Conferência irá fazer uma singela homenagem a benfeitores, apoiadores e voluntários. O encontro será no auditório do Salão São Francisco, na secretaria paroquial. “Essa ajuda que recebemos todos os dias é o que faz o nosso trabalho acontecer. Como vamos dar se não recebermos?”, ressalta a atual presidente da Conferência Vicentina de Gaspar, Laíde David Vitorino, voluntária desde 2008.

E, como não poderia deixar de ser, o aniversário de 65 anos da instituição também será comemorado com a comunidade. O evento, com atividades recreativas e prestação de serviços, será no sábado (25), a partir das 13h30min, na praça CEU, no bairro Gaspar Mirim. A festa vai reunir famílias assistidas pela Conferência mas também é aberta à comunidade em geral. 

A Conferência Vicentina, fundada em Gaspar no ano de 1952, é uma ação social da Paróquia São Pedro Apóstolo e que dá o suporte para outros movimentos, como a Pastoral da Criança e Gaspar Art. O atendimento à comunidade acontece em uma sala do Salão Cristo Rei, no Centro da cidade. 

Referência
“Somos um ponto de referência. Diariamente, atendemos famílias necessitadas, moradores de rua e até mesmo pessoas com problemas de alcoolismo e drogas, que vem até a Conferência em busca de ajuda”, ressalta Laíde. No local, são doadas roupas, alimentos e móveis, e feito o empréstimo de equipamentos, como cadeiras de rodas e muletas.

A instituição também tem uma parceria com o Mosteiro da Resurreição - Casa de Recuperação para onde são encaminhados os dependentes químicos. “Nós somos como uma família. Os voluntários da Conferência entendem que podem contribuir com o próximo - não só com os bens materiais, mas com um abraço, uma palavra de conforto”, diz.

Porém, hoje a Conferência Vicentina faz muito mais do que assistir. Conforme explica a coordenadora, Jocenira Waltrick, o objetivo é a promoção humana e a inclusão social. “Somos agentes de informação e transformação. Nosso papel é levar educação e cidadania à comunidade”, ressalta. Para isso, a Conferência Vicentina conta com importantes projetos, como o Jovem Aprendiz - uma parceria com o Senac de Blumenau, que insere os jovens no mercado de trabalho. Além disso, currículos são encaminhados para uma agência de emprego, apoiadora da entidade. “É importante ressaltar que trabalhamos em rede, não atuamos sozinhos”, afirma Jocenira. 

Ela, que faz parte da Conferência Vicentina há mais de 15 anos, acredita que um dos momentos mais marcantes para a instituição gasparense foi durante a tragédia de 2008. “Servimos de abrigo para aproximadamente 300 pessoas e teve famílias que permaneceram no local por um mês”, recorda-se. Para Jocenira, a Conferência já faz parte da sua vida. “Este trabalho preenche a minha vida. Sou grata todos os dias por poder ajudar as pessoas”. Hoje, cerca de 800 famílias estão cadastradas na Conferência Vicentina de Gaspar.

Trabalho começou com a assistência a famílias carentes

DSC00913.jpg

A Conferência Vicentina foi fundada em Gaspar no dia 23 de novembro de 1952 - apenas oito anos após sua instalação no Brasil. Teve como primeiro presidente Hélio Barbosa Fontes e, segundo informações extraídas do livro “Conferência Vicentina de Gaspar - Ação Social e Serviço Voluntário”, organizado por Leda Maria Baptista, nos primeiros anos de trabalho foram atendidas pessoas muitos simples e pobres, trabalhadores braçais sem qualificação e famílias numerosas atingidas por doenças, como tuberculose e malária. A Conferência era dirigida por homens líderes destacados na cultura, serviços e negócios.

Já nos anos sessenta, o objeto de atenção da instituição foram as famílias que deixaram o trabalho agrícola e passaram a viver na área urbana, em busca de oportunidades de emprego na cidade. Nesta época, o perfil dos voluntários já era outro: a maioria dos membros da Conferência passaram a ser os Marianos. Em 1961, a institução teve outro importante papel, que desempenha até os dias de hoje: ajudar a organizar e distribuir as doações recebidas de municípios vizinhos, em decorrência de uma grande enchente registrada na cidade.

Nos anos 70, a Conferência Vicentina ampliou sua atuação, assistindo também mulheres e jovens carentes de formação e instrução, com a promoção de vários cursos. Nos anos 80, a ação da instituição é integrada às ações sociais da prefeitura e passam a oferecer apoio também a idosos, deficientes físicos, desempregados e analfabetos. Porém, a preocupação com as crianças foi o foco de maiores investimentos, implantando na cidade a Pastoral da Criança. Assim, na década seguinte, outros movimentos foram implantados, como as pastorais da Saúde, Juventude e Idoso.

Hoje, A Conferência Vicentina de Gaspar, em parceria com a Paróquia São Pedro Apóstolo,continua desenvolvendo suas atividades estaturárias, prestando assistência social a famílias carentes e desenvolvendo programas que visam a transformação.

 

Imagens

IMG_8608.jpg
DSC00913.jpg
LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620


JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |