| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
EVENTO

A arte toma conta do Colégio Uni

Diferentes atividades serão realizadas durante toda semana


Na sala "Romance", alunos encenaram "Vidas Secas", conhecida obra de Graciliano Ramos / Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas /

Desde segunda-feira (23), os alunos do Colégio Uni estão envolvidos em atividades que "fogem" da rotina escolar. A programação, que segue até sexta-feira (27), faz parte da segunda edição do "Arte em todas as formas" - evento promovido com o objetivo de oportunizar aos estudantes experimentar as diferentes habilidades artísticas. As atividades envolvem todos os alunos, desde a educação infantil até o terceirão. A programação, porém, é dividida entre dois grupos: alunos da educação infantil e fundamental até o 5º ano, no período vespertino, e estudantes do 6º ano ao terceirão durante a manhã. "É importante frisar que o evento recebe todo o apoio da direção e da coordenação, mas quem organiza o evento são os professores. Eles tem total autonomia para decidir os temas e as atividades a serem trabalhadas", ressalta a coordenadora pedagógica Daniela Moser.

A professora de artes, Michaella Breda, explica que entre os alunos do 6º ano ao terceirão a feira engloba exposições e murais interativos, que podem ser vistos por toda comunidade escolar nos corredores do educandário. Uma das atividades propostas por ela aos estudantes foi a exposição "A arte do impossível", com a intenção de resignificar objetos. "Em sala de aula eles aprenderam sobre a arte contemporânea, principais artistas, obras e fotógrafos. Depois, a proposta foi que eles fotografassem algo e, a partir da imagem, recriassem o objeto", afirma.Outra atividade realizada com este grupo de alunos, conforme explica a professora de Língua Portuguesa, Letícia Meira, são as "Salas Ambientes". Ou seja, cada dia da semana um dos espaços temáticos é a atração do evento. "Vários foram os temas escolhidos pelos alunos. Teve a sala do romance, da fotografia, do contos de fadas, júri simulado e até mesmo a de um jornal", diz. Segundo a professora, o objetivo é fazer com que os estudantes desenvolvam a oratória, melhorem a postura ao falar em público, além de praticarem a produção artística. "Com as salas temáticas também trabalhamos com os alunos como eles devem se portar como plateia. Além disso, a atividade mostra a eles a importância das artes e fazem eles terem uma visão mais humana sobre todas as coisas", defende a professora.

Espaços "Makers" 


Foto: Divulgação/

Já entre os alunos da educação infantil e fundamental até o 5º ano, a proposta é que os estudantes se aventurem-se nos Espaços "Makers". "Todos os dias, os alunos, de diferentes salas, são divididos em 10 grupos e, em cada dia da semana, eles são provocados pelos professores a cumprirem um desafio. Primeiro acontece a motivação, depois o fazer e, por último, a socialização da atividade", explica a coordenadora pedagógica Maga Berti. Ela explica que a programação iniciou com o Festival de Talentos e que ao longo da semana serão trabalhados temas como dança, música, artes cênicas e visuais.

"Formamos novos grupos a cada dia para promovermos a integração entre os alunos. Hoje a empatia está fazendo falta, os alunos precisam aprender a ceder, a receber as ideias dos outros. Em cada desafio proposto, o professor atua apenas como mediador da discussão", afirma a coordenadora. 





LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |