| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Beto.png
COLUNA
Por José Roberto Deschamps | beto@jornalmetas.com.br

Volta às aulas


Com os números da COVID-19 em alta, a Procuradoria-Geral do Estado, a pedido da governadora interina, Daniela Reinehr, requereu à Justiça que reconsidere a decisão que suspendeu o retorno das aulas presenciais na rede pública e estadual de ensino. A decisão da Justiça foi consequência de um mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública do Estado de Santa Catarina (Sinte). Acho que não é momento para tentar o retorno das aulas, pois quando a pandemia apresentava números baixos não ocorreu o retorno, agora é que não dá mais. O governo do estado e a SED já deveriam ter determinado que o ano letivo siga comente com aulas online até o fim.


PT

Ouvi, nesta sexta-feira (20), na rádio 89FM, uma entrevista bem coerente com o ex-candidato do PT à prefeitura, José Amarildo Rampelotti. Admitiu a fragilidade do partido em Gaspar, a demora na escolha do candidato e a necessidade de renovação, inclusive de candidatos ao legislativo, pois alguns já tentaram várias vezes e sem sucesso. Amarildo disse ainda que quem pretende se eleger em 2022 não deve vir para o PT, o partido está esfacelado e vai entrar numa fase de reconstrução. Em Santa Catarina, o PT conquistou 11 prefeituras. 


Abstenções

Ainda sobre as eleições do último dia 15 mais de 4 milhões de eleitores foram às urnas de um total de 5.205.931 aptos a votar em SC, de acordo com dados do TRE-SC. A pandemia e também o desinteresse fez com que a abstenção chegasse a 22,47%, ou seja, mais de um milhão de pessoas deixaram de comparecer às urnas. Número maiores do que da última eleição municipal em que 13% dos catarinenses haviam deixado de votar.

Eleitos

Nesta eleição, 160 prefeitos e prefeitas catarinenses se candidataram à reeleição, 119 deles foram eleitos no 1º turno, ou seja, 74,37%. Um prefeito ainda concorre à reeleição. O montante é bem acima da eleição municipal de 2016, quando 66 prefeitos se reelegeram no 1º turno, totalizando apenas 53,66% dos prefeitos/candidatos reeleitos. O levantamento é da FECAM.


Presença feminina

Já que tá se falando tanto em crescimento da mulher na política, a FECAM levantou que 28,57% das candidatas a prefeita se elegeram nas urnas. Foram 28 mulheres que venceram o pleito de um total de 98 candidatas. Se considerar a totalidade dos municípios catarinenses, uma vez que não há mulheres concorrendo ao 2º turno, 9,49% deles terão uma mulher no comando. O número vem crescendo ano a ano, na eleição de 2016 foram 8,4% de municípios com mulheres eleitas e 7% nas eleições de 2012.


Dia da consciência negra e crime 

No Dia da Consciência Negra, o país ficou perplexo com a morte de um homem negro, em Porto Alegre, no estacionamento do Supermercado Carrefour, João Alberto Silveira Freitas foi espancado até a morte por um segurança e um policial militar que não estava em serviço. A cena é repugnante, mas, de acordo com a polícia gaúcha, não se pode tratar o caso como crime de racismo. Isto é verdade, mas é preciso apurar as circunstâncias em que se deu o fato e porque das agressões covardes. A verdade é que os homens negros são muito mais vigiados dentro de estabelecimentos comerciais, e por isso alvo deste tipo de situação.


Educação e FME 

Duas pastas merecem atenção maior do próximo governo emedebista em Gaspar. A Secretaria da Educação, cujos indicadores de ensino recuaram no município, juntamente com os das escolas estaduais, nos últimos anos. Precisa de um melhor planejamento - talvez, a ex-scretária, Zilma Sansão Benevenutti, agora como vereadora possa contribuir mais. E a Fundação Municipal de Esportes, que está agora no quarto titular, com a volta de Roni Muller ao cargo. Praticamente não existe praça de esporte em Gaspar e as que têm estão em completo abandono.


VEJA MAIS DA COLUNA

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |