| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Beto.png
COLUNA
Por José Roberto Deschamps | beto@jornalmetas.com.br

Novo centro de triagem


Em Ilhota, a situação também está complicada. Tanto é verdade que a Prefeitura decidiu transferir o Centro de Triagem, que funcionava numa sala anexa ao posto de saúde central, para salas cedidas pela Igreja Assembleia de Deus. De acordo com o último boletim da Secretaria Municipal da Saúde, divulgado na manhã de terça-feira (2), Ilhota tem confirmados 1.385 casos de COVID-19. Neste momento, 50 pessoas encontram-se com a doença ativa, ou seja, em isolamento e outras três estão internadas em hospitais da região. Desde o início da pandemia, onze pessoas já morreram por complicações provocadas pela doença em Ilhota. O novo espaço conta com diversas salas totalmente equipadas, bem como área ampla de estacionamento. Desde o primeiro atendimento até mesmo os exames serão realizados nas salas cedidos pela Assembleia de Deus, inclusive com uma com maca e oxigênio se for necessário usar em algum paciente.


Moisés resiste ao lockdown total

O governador Moisés, agora na fase paz e amor, transferiu para os municípios as decisões de tornar as medidas de isolamento mais restritivas. Em reunião, nesta semana, o governador ouviu dos órgãos de fiscalização, entre eles o Ministério Público de Santa Catarina, que o lockdown de dois dias (sábado e domingo) não é suficiente, porém, o governador bateu pé e disse que é preciso primeiro avaliar os resultados. O governador também ouviu o apelo das entidades patronais de classe, entre elas a Fiesc, que acreditam que um lockdown de 14 dias vai destruir de vez com a economia. A situação do governador e da sua equipe é complicada. Uma decisão difícil, que ninguém gostaria de tomar, mas é somente do governo.


Não ao negacionismo

Recebo um artigo do professor Vicente de Paula Sousa sobre o negacionismo, palavra que muitos nem conheciam antes da pandemia. O professor Vicente, que é de Gaspar, admite que há muitos anos não ouvia falar tanto em negacionismo como ultimamente. "Acho que a figura e as constantes falas do Presidente (Bolsonaro) tem estimulado este sentimento, o que tem levado muita gente a questionar, brigar, insistir e não aceitar determinadas ações que não estejam de acordo com os princípios implantados por esta gestão governamental", afirma o professor. Ele lembra de algumas passagens em governos, como na época de José Sarney, quando viviamos angustiados com a inflação galopante; no Governo FHC, como o FMI, no nosso pé; e nos governos Lula e Dilma, quando se descobriu a solapação do governo e de empresas pela corrupção. "Mas, o termo negacionismo tornou-se palavra recorrente na linguagem do povo, talvez para que não aceitemos a gravidade desta bendita pandemia que veio mostrar o quanto somos frágeis e, ao mesmo tempo o quanto somos fortes, para aguentar o tranco, ao ver nossos parentes e amigos perdendo a luta", diz o profssor Vicente. Segundo ele, a economia está em risco porque são as pessoas que ativam o processo econômico. "Mas, querer negar o dominio que esta doença está exercendo sobre todos nós, é, no mínino, uma irresponsabilidade. Aí, vem as inevitáveis consequências, de falta de vacinas, por vários motivos, a indecisão de quem manda em tudo isto, aí ninguém ou tudo mundo manda. Ações individuais, ganham proporções inesperadas, muitas vezes por ganharem cunho político", avalia Vicente. Para ele, é preciso urgente, um alinhamento das ações governamentais, nos âmbitos federal, estadual e municipal para que o prejuizo seja menor, deixando de lado as vaidades.


Ministro em SC

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estará em Chapecó na próxima sexta-feira (5) para acompanhar a crise na região e as ações para combater a pandemia da COVID. A deputada federal Carmen Zanotto acompanhará o ministro no roteiro em Santa Catarina. O anúncio foi feito em reunião nesta terça-feira, no Ministério da Saúde com a participação da parlamentar, do governador Carlos Moisés e integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense."O ministro Pazuello mostrou disposição para ajudar Chapecó e região, assim como todo o estado de Santa Catarina. 


Horário estendido

O vereador Alex Burnier (PL) reivindica a ampliação do horário de funcionamento do Centro de Triagem para COVID-19, incluindo sábado e domingo, das 7h às 19h. A indicação 117/2021 entrou na pauta da sessão desta terça-feira (2) e será encaminhada posteriormente à Prefeitura. Para o parlamentar, um dos objetivos é desafogar o Pronto Atendimento do Hospital de Gaspar.


VEJA MAIS DA COLUNA

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |