| ASSINE | ANUNCIE

TOP_ColunaPimenta.png
TOPCEL_ColunaPimenta.png

Encontro do PSDB em Gaspar

05 Dezembro 2017 19:12:35

2017-12-03-PHOTO-00000007.jpg

O prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSDB), participou no sábado (2), de um encontro do PSDB, em Gaspar. Liderado pela presidente municipal do partido, Andréia Nagel, e pela vereadora, Franciele Back, o evento, que também reuniu lideranças de Ilhota e Blumenau, além de confraternizar também discutiram o projeto tucano para Santa Catarina, em favor do Vale do Itajaí. Napoleão destacou que essa mobilização é importante no sentido de pensar no projeto nacional do PSDB, com a candidatura de Geraldo Alckmin à presidência da República. Ele ainda falou da importância de trabalhar em conjunto com as cidades da região, como é o caso de Gaspar. O prefeito de Blumenau destacou também questões como a duplicação da BR 470, onde defende acessos seguros para os municípios, e o contorno viário de Gaspar, vendo isto como uma importante obra de mobilidade que vai beneficiar a todos.Questionado se será candidato no ano que vem, Napoleão Bernardes falou que está sendo estimulado para esse desafio. Ele destaca a importância do PSDB ter um nome na majoritária, tanto para o governo do Estado como para o Senado.

Negociata
Há uma lei municipal que impede que o servidor público acumule cargos quando estes possuem conflitos de horários. A lei está ai para garantir que o município não seja lesado ao pagar dobrado ao mesmo funcionário que não poderá exercer as duas funções ao mesmo tempo. Mas, como na política brasileira tudo sempre se da um jeitinho, em Gaspar não é diferente do Brasil afora... Na segunda-feira (4), foi publicada no Diário Oficial dos Municípios, a portaria nº 135, de 1º de dezembro de 2017, que determina o afastamento do servidor Cícero Giovane Amaro ( facultando-lhe a opção por uma, das remunerações, conforme determina a Constituição Federal de 1988.), que além de ser funcionário efetivo do Samae, também é  vereador, portanto exerce dois cargos públicos e com conflito de horário, já que as sessões da Câmara acontecem durante a as tarde de terça-feira, no mesmo horário que o parlamentar deveria estar à serviço da autarquia. Nada mais justo. 

Negociata 2
Cícero diz que  adecisão de manter as duas funções remuneradas faziam parte de um acordo entre ele e o Samae e alega que outros funcinários públicos que o antecederam também tinham este benefício. Porém, e infelizmente na nossa política sempre há um porém, ainda se trata com muita naturalidade, as ditas negociatas entre o vereador e a administração municipal, se sujeitam a acordos velados... Entretanto se houve o tal acordo, não resistiu nem ao primeiro ano. Agora é aguardar  ever quem tem razão. O vereador alega que o período que está na câmara é descontado em sua folha de pagamento, (será? já ouvi dizer que é banco de horas...) e que a sua ausência por um período apenas não traria problemas ao seu trabalho. Do outro lado, a prefeitura alega que lei é lei e precisa ser cumprida. De certa forma a prefeitura está correta, lei é lei e deveria ser sempre cumprida, Por certo o dito “acordo” não deveria nem existir. E pior aida, é ver isso como uma coisa normal. Quando isso irá mudar?

Mau cheiro
A população do bairro Poço Grande estão enfrentando um sério problema. Em época de chuvas, o esgotamento sanitário da região não comporta a quantidade de água e, inundado, acaba retornando às residências. Causando prejuízos, transtornos e sérios problemas para a saúde dos moradores. O problema é causado pela tubulação no local que, por ser de um tamanho menos que a ideal para o local, acaba sendo sobrecarregada. Fazendo com que os fluidos, mal cheirosos e com esgoto não tratado, invada as residências. Mesmo com um pedido formal feito há mais de um mês, nada foi realizado até o momento para, ao menos, amenizar o problema. 

Mau cheiro 2
Um dos moradores da localidade, mais especificamente da Rua da Conceição no bairro, revela que o próprio secretário de Obra, Jean Alexandre, esteve no local e confirmou o problema. E que  o secretário, teria dito para os moradores, há mais de um mês, que o problema seria resolvido, iniciando as obras no prazo de uma semana. Lá se vão um mês e o que se tem é apenas a promessa da obra. Os moradores reclamam do descaso do poder público e da falta de ação da prefeitura. Dizem que fazem contos seguidos e que a resposta é sempre a mesma, na próxima semana os trabalhos começam. Como no verão as chuvas são mais intensas, aumenta a preocupação dos moradores que temem continuar sofrendo com a invasão de água e do esgoto em suas residências. 

Violência contra mulher 
Mesmo com as recentes mudanças de leis que agravaram a punição para agressores de mulheres, a violência contra as brasileiras segue sem sinais de mudança. A lei Maria da Penha e a lei do Feminicídio foram um avanço na legislação brasileira, mas se mostraram insuficientes para coibir este tipo de agressão. Diferente do que muitos pensam, a violência contra a parcela feminina da nossa população não escolhe, cor, raça nem classe social. Ela está presente, democraticamente, em todos os níveis da nossa sociedade, trazendo dor e traumas para as nossas famílias. Um exemplo disso é a recente prisão de um agressor em Ilhota, que por muito tempo teve cargo público e até mandato de vereador. A certeza de que a punição é leve e ineficaz, faz inclusive que esses agressores desdenhem das nossas leis, sorrindo para a foto no momento da prisão. Infelizmente essa é a nossa realidade, enquanto os agressores sorriem da cara da sociedade, nossas mulheres carregam as marcas físicas e emocionais por toda a vida. O Jornal Metas, em breve, irá aprofundar o assunto tão importante e que precisa ser melhor debatido. 

 

VEJA MAIS DA COLUNA

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620