| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
TOP_Editorial.png

Momento requer informação

Enquanto a vacina está cada vez mais próxima, as prefeituras iniciam o trabalho de organização da campanha de vacinação. Evidente que essa será uma campanha diferente daquelas tradicionais que são realizadas todos os anos. A apreensão, medo e até pânico da população podem provocar situações extremas nos postos de vacinação. Por isso, todo o cuidade é pouco neste momento, afinal, os funcionários da saúde já estão bastante cansados e estressados com estes mais de dez meses de luta contra a pandemia.

Cabe ao Ministério da Saúde, ao Governo do Estado e às prefeituras não apenas organizar a logística da vacinação, mas também esclarecer as pessoas para a forma como se dará a vacinação, e aí uma campanha informativa na mídia se faz necessária e urgente neste momento. Até agora não se viu absolutamente nada, e faltam, pelas últimas informações, seis dias para iniciar a imunização. Nesta semana, a Prefeitura de Gaspar reuniu os profissionais para traçar o plano estratégico de vacinação, porém, ainda não se sabe quando as primeiras doses da vacina vão chegar ao município e se a decisão de começar a imunização se dará pelas regiões conforme o Mapa de Risco. É tudo muito vago. Existem dúvidas, desinformação e até fake news que acabam por espalhar ainda mais o pânico entre a população. A pandemia avança e o que está se vendo em Manaus, no Amazonas, é justamente fruto da desinformação, do relaxamento da comunidade e da inecapacidade do sistem de saúde público no Brasi. Vamos torcer para que, desta vez, a coisa saia de maneira correta. 


OUTROS ARTIGOS E EDITORIAIS