| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
TOP_Editorial.png

Atrás das grades

Santa Catarina foi sacudida esta semana com uma megaoperação da Polícia Federal. Por determinação da Justiça foram cumpridos mais de 40 mandados de busca e apreensão em órgãos da administração estadual e Assembleia Legislativa do Estado. A Operação Alcatraz investiga fortes indícios de fraudes em licitação e vantagens ilícitas em áreas do serviço público, com a participação de empresas que prestam serviços ao governo. O esquema criminoso pode ter rendido R$ 100 milhões. Onze pessoas foram presas preventivamente.

Essa, com certeza, é a atitude que a sociedade espera das autoridades. O Brasil precisa mudar. A corrupção está ligada a fatores como a fragilidade das instituições democráticas, a Justiça, que parece não dar a este tipo de crime o tratamento que dá a outros, e a própria ausência de fiscalização, embora a burocracia dificulte cada vez mais este tipo de ação. Falta transparência na aplicação do dinheiro público.

Mas é importante destacar que onde há um corrupto, há sempre um corruptor. Empresas prestadoras de serviços colaboram para perpetuar as fraudes num país onde burlar as leis parece ser a regra. Mas, enfim, o Brasil caminha para uma mudança, porém, ela precisa ser ampla, atingir todos os níveis e, principalmente, os três poderes. 



OUTROS ARTIGOS E EDITORIAIS



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |