| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
TOP_Artigos.png

Precisa-se de líderes empáticos

Empatia é a capacidade de entender a experiência, a perspectiva e os sentimentos do outro. Foi-se o tempo em que ser um chefe autoritário, crítico e inflexível trazia boas métricas para as empresas. Hoje em dia, ocorre exatamente o oposto. Gestores com alto nível de empatia alcançam resultados melhores e conseguem reduzir de maneira exponencial a rotatividade, demissões e faltas ao trabalho.

Por isso, como líder, você deve se perguntar constantemente: minha equipe se sente confortável na minha presença? Será que sou visto como uma pessoa aberta ao diálogo e que trata as pessoas com humanidade, coerência e profissionalismo?

Liderar diz respeito, basicamente, aos outros. É estimular o próximo a agir além de suas habilidades, impondo novos desafios, com boa dose de inspiração.

A empatia está, justamente, na base de todo esse processo porque permite que você saiba, de fato, se sua equipe está sendo impactada positivamente. E uma vez entendendo o outro, é possível prever os efeitos que suas decisões terão para, assim, criar estratégias eficientes.

Pois é, mas não confunda empatia com fazer as pessoas felizes. A ideia é bem mais complexa. Pense no conceito como uma ferramenta que permite compreender o ambiente no qual se está trabalhando, o que, portanto, vai lhe impulsionar na direção de previsões mais assertivas, com efetividade. Ao mesmo tempo, inspira a lealdade e lhe ajuda a comunicar-se com maior clareza.

Sem empatia é impossível formar laços embasados na confiança. Obter a lealdade das pessoas é consequência dessa capacidade fundamental na vida dos líderes. E, mais que isso, a falta desta habilidade pode acarretar problemas graves para uma empresa. Pois qualquer desequilíbrio ou atitude impensada do líder pode ocasionar pequenos constrangimentos ou grandes dores emocionais.

Sabemos que um grande time se faz a partir de gente, de humanidade e de respeito. Por isso, os líderes devem fazer um exercício cotidiano de empatia.

A boa notícia é que essa conexão tão importante pode ser trabalhada e aprendida. Por certo, não é fácil praticar empatia em meio a uma rotina atribulada e cheia de pressões. Mas, basta querer, para notar as nuances da personalidade do outro e realizar mudanças que vão impactar em um bem maior, no qual todos ganham, líder e liderados.

Veja, a seguir, seis boas razões para ser um líder cada vez mais empático:

1. A empatia cria laços.Quando você se importa com outro, passa a existir um vínculo forte, capaz de criar conexão com interesses e perspectivas das outras pessoas. Laços fortalecidos pela empatia se transformam em equipes poderosas!

2. A empatia faz você ser presente:como líder, você está no lugar de ouvir, entender, ajudar e apoiar. Não é tanto corrigir e responder, mas estar ali para permitir que o outro tenha o seu momento. Significa um aprendizado constante de paciência - o que em um ambiente de trabalho competitivo pode ser desafiador. Não será fácil, mas a recompensa por ajudar a buscar o melhor de cada um será enorme.

3. A empatia estimula a compreensão:entender por que alguém sente ou pensa de determinada maneira é algo complexo. As pessoas geralmente reagem de modo inesperado, e isso pode deixar você atônito. Lembre-se que um líder empático deve ter como maior objetivo ouvir e tentar compreender, sem julgar ou fazer suposições. A partir daí, o vínculo e a cumplicidade vão surgir como uma consequência.

4. A empatia estimula o melhor lado das pessoas.Quando se trata de formar equipes e ganhar confiança, você precisa se interessar pelos profissionais, mostrar que se importa com eles. Faça perguntas sobre seus desafios, famílias e aspirações. Ao fazer isso, você naturalmente estimula o potencial máximo de todos.

5. A empatia nos faz ser comunicadores melhores.Cada ser humano é único e traz consigo vivências particulares. Comunicar-se de maneira efetiva significa perceber e reconhecer estas diferenças, que se refletem nas escolhas que fazemos e na maneira como percebemos o mundo.

6. Quando você age com empatia, os outros tendem a se abrir com você e fica mais fácil liderar.E eis que é aqui que a magia acontece. A partir destas experiências de entendimento sobre as pessoas, você conquista a confiança delas e passa a ter bagagem suficiente para conduzir melhor suas decisões.


Thaísa Passos, gerente de marketing global da S.I.N. Implant System


OUTROS ARTIGOS E EDITORIAIS



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |