| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
INVESTIMENTO

AC Terraplenagem entrega loteamento Avenida da Torres

Proprietários receberam os primeiros lotes, com infraestrutura completa


Loteamento Avenida das Torres oferece o conceito de morar bem, com localização e acessibilidade privilegiadas por três acessos principais e distante apenas 500 metros do Centro/

O Loteamento Avenida das Torres, o mais completo e bem localizado loteamento de Gaspar está pronto para o início da construção das primeiras residências. A entrega oficial dos lotes aconteceu na manhã de sábado (7) na presença de um grande número de pessoas. O prefeito Kleber Wan-Dall fez questão de levar o seu cumprimento à família Chiesa, proprietária do empreendimento erguido em área próxima ao centro da cidade e interligando quatro bairros - Centro, Santa Terezinha, Gasparinho e Gaspar Mirim, o que é importante para a mobilidade urbana. "Estamos entregando um loteamento num padrão de qualidade que Gaspar ainda não conhecia, apontados por muitos como um loteamento referência", discursou Alberto Chiesa, sócio-proprietário da AC Terraplenagem, empresa responsável pela implantação da infraestrutura.

Segundo ele, foram quatro anos para aprovação do projeto. "Mas, enfim, conseguimos superar essa parte burocrática que, muitas vezes, é mais demorada até que a implantação da estrutura, mas essa demora foi até positiva para que pudéssemos amadurecer mais as ideias".

Alberto explicou que, além da infraestrutura exigida pelos órgãos competentes, o Loteamento Avenida das Torres está sendo entregue com amplas calçadas, ciclovias, faixas elevadas, pavimentação asfáltica, paisagismo, sinalização completa e vagas para estacionamento. Alberto disse ainda que a AC Terraplenagem não está entregando apenas um loteamento, mas um sonho realizado, qualidade de vida e conforto para quem investiu. "Quero agradecer aos colaboradores, aos investidores e todos aqueles que acreditaram neste projeto, pois sem essa parceria o sonho não seria viável", destacou.

O prefeito Kleber se disse feliz em participar de mais um momento de desenvolvimento de Gaspar. "Tenho certeza que o loteamento que a AC Terraplenagem fez aqui é o primeiro de muitos outros porque a empresa acredita na cidade de Gaspar, na nossa gente e no nosso potencial. Estamos construindo para uma cidade cada vez melhor, mais próspera e fraterna a todos".

O presidente da Câmara de Vereadores, Ciro Quintino, parabenizou a empresa pela coragem de investir no loteamento. "Com certeza, a gente espera que não seja o único". Ciro lembrou ainda a importância da aprovação do Plano Diretor, para gerar mais desenvolvimento. "Independente se ser situação ou oposição, primeiramente somos a cidade de Gaspar. É nela que temos de pensar, afinal, o nosso partido é Gaspar". O ex-prefeito, Osvaldo Schneider, o Paca, lembrou das doações de áreas que fez à prefeitura na mesma região onde hoje está assentado o Loteamento Avenida das Torres. "A família Chiesa, posso assim dizer, foi adotada por mim como uma segunda família, para realizar o meu sonho de ver essa bela região crescer", enfatizou. A pesquisadora Leda Maria Baptista foi convidada a falar sobre a história das terras (Leia texto na página 2).



"Estamos entregando um loteamento no padrão de qualidade que Gaspar ainda não conhecia".

Alberto Chiesa, AC Terraplenagem


"Estamos construindo uma cidade cada vez melhor, próspera e fraterna para todos".

Kleber Wan-Dall, prefeito de Gaspar


"Independente de sermos situação ou oposição, primeiramente somos a cidade de Gaspar".

Ciro Quintino, presidente da Câmara


"Parabenizo a famiília Chiesa que considero a minha 2º família. Deram continuidade ao projeto que eu tinha em 1974, que era fazer dessa terras uma região nobre".

Osvaldo Schneider, ex-prefeito


Júlio Zimmerman com Heloisa em prospecção de vendas no dia do evento/


Os empresários, Paca, Alberto e seu pai Nilso Chiesa com o prefeito Kleber Wan-Dall/


Família Chiesa com a matriarca Libera, 86 anos, prestigiou o evento/


?Está área que hoje recebe o título de loteamento Avenida das Torres, antes de 1835 tinha uma boa cobertura vegetal e já havia sido explorada em matéria de madeira... em 1835 começa a história escrita desse terreno...?. Leda Maria Baptista, pesquisadora gasparense/