| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
VALORES

Projeto leva policiais para dentro da escola

Escola Aninha Pamplona será a primeira de Gaspar a receber a iniciativa da PM


Projeto foi apresentado pelo comando da PM à direção e professores na tarde de quinta-feira (22) / Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas/

A partir da próxima semana, os alunos da Escola de Educação Básica Professora Aninha Pamplona Rosa, no bairro Gaspar Mirim, terão encontros com policiais militares. Isto porque o educandário será o primeiro da cidade a receber o projeto "Sou Estudante, Sou Cidadão". A ação institucional da Polícia Militar foi apresentada à direção e professores na quinta-feira (22) e as atividades com os estudantes terão início na próxima terça-feira (27). A expectativa, conforme afirma a diretora, Aretura Marquetti de Oliveira, é grande. "Os professores receberam a proposta com muito entusiamo. Todos acreditam que a iniciativa será muito válida e importante para os alunos", disse.

De acordo com a diretora, o projeto será realizado com todos os estudantes, do pré-escolar até o quinto ano. "Nossa escola adota o sistema de ensino integral, ou seja, as aulas acontecem durante a manhã e à tarde. O projeto com a PM será realizado na pausa para o almoço, sem precisar alterar a rotina da sala de aula e nem a grade escolar", diz. Os encontros acontecerão três vezes por semana, nas terças, quartas e sextas-feiras, com meia hora de duração cada.

Hoje, segundo Aretusa, a escola enfrenta um grande problema em relação ao comportamento dos alunos. "Falta respeito com os professores e até mesmo com os próprios colegas. Acredito que a iniciativa, que busca resgatar valores, irá mudar essa conduta", afirma. A diretora também avalia o projeto importante para aproximar os estudantes da PM. "Muitos ainda veem os policiais como alguém que está aqui só para repreender e prender. Mas, na verdade, eles precisam entender que a polícia quer ajudar".

Referências  

O comandante da Polícia Militar em Gaspar, major Pedro Carlos Machado Júnior, explica que o projeto iniciou ano passado, em uma escola na cidade de Camboriú, e logo depois foi institucionalizado pela PM de Santa Catarina. Hoje, além de Gaspar, a iniciativa acontece em vários municípios, como Blumenau, Brusque, Navegantes, entre outros. "O objetivo principal do projeto é fornecer valores para as crianças, dar aos estudantes exemplos positivos e mudar os referenciais pelos quais estão expostos. Por exemplo, muitos alunos vivem em comunidades carentes e acabam tendo como referência traficantes, o cara que usa droga... queremos alterar estas referências para professores, diretores, policiais", explica o comandante. Para isso, várias atividades serão realizadas para enaltecer e resgatar valores como educação, respeito, disciplina e patriotismo. "Queremos dar a estas crianças a percepção de que elas pertencem a algo e que não estão sozinhas, jogadas no mundo. Elas pertencem ao seu ambiente escolar, a sua comunidade, ao seu país. Queremos motivá-las a conquistar algo a mais", ressalta. Os encontros serão ministrados por policiais do expediente, nao sendo necessário alterar o trabalho ostensivo/operacional. A ideia, de acordo com o major, é levar também à escola atrações e pessoas que possam contribuir com exemplos positivos, como empresários e pessoas de destaque na comunidade. O projeto, que conta com o apoio da prefeitura por meio da Secretaria de Educação, será realizado na escola até o fim do ano. 


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |