| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
FUTURO

Principais entidades assinam Carta Compromisso

12 Junho 2018 20:13:00

Foi em mesa-redonda durante o 46º Congresso da Adjori/SC


José Roberto Deschamps/jornal metas/

Presidentes das principais entidades representativas dos setores produtivos de Santa Catarina apresentaram seus pontos de vista sobre o futuro econômico do Estado. A mesa-redonda, intitulada "Para onde caminha Santa Catarina?, aconteceu durante o 46º Congresso da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC), real.izado nos dias 9 e 10 de junho, no Hotel do Sesc, em Florianópolis.  

O evento reuniu proprietários, jornalistas, publicitários e representantes comerciais dos veículos de comunicação, impresso e online, que integram a associação. A mesa-redonda, mediada pelo professor da Unisul, Laudelino José Sardá, foi composta pelos presidentes da Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio-SC), Bruno Breithaupt; Gluaco José Côrte, da Federação de Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc); Ivan Tauffer, da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado (FCDL/SC); José Zeferino Pedrozo, Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc); Sissi Blind, da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), além do presidente da Adjori/SC, Miguel Ângelo Gobbi.

O objetivo foi integrar universidades, lideranças empresariais, comerciais e industriais catarinenses, além da representação dos gestores do executivo municipal, em torno de uma pauta única: a busca de soluções coletivas, justamente às vésperas das eleições, sem bandeira partidária, em torno de propostas comuns aos 295 municípios catarinenses. A proposta foi elaborada em conjunto com a Agência de Gestão, Desenvolvimento Científico, Tecnologia e Inovação (Agetec) da Unisul.

No discurso que iniciou o evento, o presidente Gobbi destacou a força dos jornais do interior de Santa Catarina, considerando que Florianópolis é a única capital que não concentra a maior população do Estado e nem lidera o ranking da economia. "O Estado requer uma reforma, não intervenção ou revolução, e sim um modelo moderno de planejamento", afirmou. Por fim, os presidentes das entidades o ministro do Turismo, Vinicius Lumertz assinaram a Carta Compromisso, documento que retrata o que espera-se para o estado e seus 295 municípios nos próximos 30 anos, o qual será entregue à Assembleia Legislativa de SC.


Ministro Lumertz destaca a internacionalização do turismo

José Roberto Deschamps/Jornal Metas/

O ministro do Turismo, Vinícius Lummertz da Silva foi um dos convidados do 46º Congresso da Adjori/SC. Ele participou do fechamento da mesa-redonda "Para onde caminha Santa Catarina?", na manhã de sábado (9).

Lumertz falou do atual momento político e econômico do país, destacou as vantagens competitivas de Santa Catarina e, por fim, destacou a importância da internacionalização e integração do Turismo para a economia do Estado.

O ministro, que também já foi correspondente do Jornal O Estado, destacou que Santa Catarina possui um alto capital social, sendo os jornais do interior parte desse contexto. "São jornais construtivos, geradores de capital social", comentou, parabenizando a iniciativa da Adjori em promover o debate. "É uma associação que tem sua força diante da comunidade e aqui existe um retorno. Essa iniciativa é tão boa que precisa ser ampliada e repetida, com essa rede poderosa, que tem um contato de confiança com suas comunidades, não só no impresso, como no virtual. A construção de bases para o futuro passa por esse capital social, por essa relação da Adjori e seus associados", ressaltou o ministro.

Natural de Santa Catarina, ele afirma que o estado é o mais turístico do Brasil, e que precisa ser visto pelo mundo. "É também o mais competitivo do Brasil e já cumpriu duas etapas com a Argentina e o Chile, mas precisa romper barreiras e desenvolver um trabalho com mais países da América Latina. Precisamos mudar o patamar de consumo o ano inteiro, pois temos potencial para atrair consumidores para os produtos catarinenses. Os municípios estão se tornando investidores na parte pública e chamar a iniciativa privada para complementar esses investimentos. Pensar o futuro de Santa Catarina é essencial, porque o mundo está mudando. Há desafios, e estamos trabalhando em todas as direções para desburocratização. Estamos pensando novo, pensando diferente", apontou.

Lumertz, que nesta terça-feira (12) assinou o acordo entre o Ministério do Turismo e o BNDES, para a liberação de R$ 5 bilhões, por meio do Prodetur, para investimentos público e privados no setor, disse ainda que não estamos mais num estado bruto, mas num estado estético e comemorou o fato de Santa Catarina ser um sonho realizado.

O ministro afirmou ainda temer que Santa Catarina não será discutida na próxima campanha eleitoral e criticou o fato da pouco representatividade política do estado diante da sua grandiosidade econômica. 

TRE/SC palestra sobre o papel dos jornais nas eleições deste ano

Eduardo Ramos/

Mais de 146 milhões de eleitores vão às urnas em outubro deste ano para escolherem seus representantes. Estamos falando de uma das maiores eleições da história e, talvez, a mais incerta delas. Neste contexto, o papel da imprensa salta aos olhos, sobretudo quando as fake news se alastram no mundo virtual e causam preocupações.

As regras, liberdade e restrições impostas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) à imprensa foi o tema da primeira palestra do 46º Congresso da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC). O palestrante Jairo Ângelo Grisa, responsável pelo setor de imprensa da Assessoria de Comunicação Social do Tribunal, falou sobre as fake news, um dos desafios da imprensa nessas eleições. Ele destacou que é preciso desmistificar questões como, por exemplo, a desconfiança quanto à legitimidade das urnas. "Após ingressar no TRE, todas as possíveis dúvidas que eu tinha em relação à confiabilidade das urnas eletrônicas cessaram, pois percebi que o sistema é rigoroso e sério", garantiu ele.

Em seguida, Hugo Frederico Vieira Neves, assessor jurídico do TRE, orientou os veículos de comunicação quanto à cobertura a ser feita nas eleições 2018. Ele lembrou que o TRE tem a premissa de manter o equilíbrio durante a disputa eleitoral e a imprensa também deve se atentar para esse fato. "O direito de se expressar e a liberdade de imprensa são os pilares essenciais da democracia", afirmou, acrescentando em seguida que "os veículos devem primar pela imparcialidade e conceder igual espaço para os candidatos que forem entrevistados". Neves salientou que existem diferenças entre as regras impostas à reportagem e à propaganda durante o período eleitoral. "É proibido impulsionar em redes sociais propagandas eleitorais, no entanto, matérias impulsionadas são permitidas", explicou.

Secretário destaca a relevância do impresso

José Roberto Desvhamps/Jornal Metas /

Participando da abertura do 46º Congresso da Adjori/SC, o secretário de Estado de Comunicação Gonzalo Pereira ressaltou que os meios de comunicação do interior têm valor fundamental para o trabalho de divulgação. "O jornalismo e veículos de todos os municípios catarinenses são a forma mais apropriada, correta e profissional do Estado prestar contas do que faz em todas as áreas". Gonzalo afirmou ainda que é obrigação do governo prestar contas e mostrar onde está sendo investido o dinheiro dos contribuintes. "Publicações em jornais são o único meio garantido de que a mensagem vai chegar diretamente a todos os cidadãos, independente da distância que estiverem da capital", pontuou. 

O secretário adiantou que o governador Eduardo Pinho Moreira já esteve reunido com o trade de comunicação de Santa Catarina, indicando projeto de acréscimo de receita para verba publicitária. "Será investido em campanhas publicitárias justificáveis, que melhorem, de fato, a vida da população e tenham função educativa, objetivando maior qualidade de vida para todos", destacou.

Além disso, o secretário pediu atenção aos profissionais, para que juntos, sejam combatidas as notícias falsas (fake news), apontando ser um dos maiores problemas enfrentados pelo setor. "É importante a checagem da informação antes de ser divulgada, pois inverdades podem prejudicar todo um trabalho profissional que esteja sendo feito em prol de todos", informou. O 46º Congresso da Adjori/SC e 19º Prêmio Adjori de Jornalismo teve o patrocínio do Sicredi e da Engie


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |