| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Pandemia

Jovem gasparense contraiu o COVID-19 em viagem a SP

Johana Pereira, 23 anos, se recupera em casa, em isolamento


O primeiro caso confirmado oficialmente para COVID-19 em Gaspar aconteceu na segunda-feira (23), após o material coletado de uma jovem, de 23 anos, ser analisado pelo laboratório oficial do Estado (Lacem). No domingo (22), porém, outro caso já havia dado positivo, entretanto o exame foi feito pelo homem, de 30 anos, em um laboratório particular e o caso aguardava, até o fechamento desta edição, a contraprova estadual. No mais recente boletim divulgado pela prefeitura, foi informado que o único caso suspeito, que estava em análise, deu negativo. Entretanto, surgiu uma nova suspeita: uma jovem que está internada, mas estável. O material da paciente já foi coletado e enviado ao Lacem. A partir de agora, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, Gaspar passará a divulgar apenas os casos confirmados. "Reforço à comunidade que atenda a recomendação de adotar o isolamento social e de manter todos os cuidados com a higiene para evitarmos a proliferação do Coronavírus em Gaspar", pediu, em suas redes sociais, o prefeito Kleber Wan-Dall.

O Jornal Metas conversou com Johana Ignês Pereira, a jovem gasparense diagnosticada com o COVID-19. Ela contou que viajou para São Paulo (SP) no dia 12 de março e que voltou para Gaspar dois dias depois. "Pelo que me recordo, havia poucos casos de Coronavírus confirmados no Brasil. Tanto nos aeroportos quanto nos voos, pouquíssimas pessoas usavam máscara ou álcool gel", diz. Já em casa, na noite do dia 14, Johana começou a sentir muita dor de cabeça, mas não passou pela cabeça da jovem que poderia ser COVID-19. "No dia seguinte, acordei com febre alta e a dor de cabeça estava ainda mais forte, além de muita dor no corpo. Foi então que comecei a me preocupar e procurei atendimento em um hospital, em Blumenau", recorda. Lá, segundo a jovem, nenhuma medida de prevenção ainda tinha sido adotada. "Fiquei, inclusive, por mais de três horas em uma sala fechada, junto a outras pessoas, esperando o resultado para Influenza".

Como os sintomas persistiram, dois dias após procurar o hospital em Blumenau, Johana procurou atendimento na unidade central de saúde, em Gaspar. "Prontamente a equipe me encaminhou para casa e, à tarde, vieram coletar meu material para o exame", afirma. O resultado saiu na segunda-feira (23): positivo para COVID-19. "Ficamos todos muito aflitos aqui em casa, preocupados e sem saber o que pensar. Estou um pouco abalada psicologicamente mas tenho recebido muitas mensagens de apoio", revela a jovem que mora com os pais, a irmã de 20 anos, e o irmão, de oito. Ela segue em isolamento domiciliar. A jovem está com uma leve pneumonia, mas se tratando em casa.

Monitoramento

Até às 20h de terça-feira (24), outras 86 pessoas continuavam sendo monitoradas em domicílio. A recomendação continua sendo ficar em casa e ficar atento aos sintomas.

- Se você está com sintomas leves (coriza, tosse seca, dor de cabeça), fique em casa, se hidrate, utilize medicamento antigripal e evite contato com pessoas (especialmente idosos e pessoas com doenças crônicas).

- Se você tem esses sintomas é idoso ou tem doença crônica ou se está com febre, procure a unidade de saúde do Centro, que está aberta todos os dias das 7h30min às 16h30min.

- Se você está com febre alta e dificuldade de respirar, procure atendimento médico. 




LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |