| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
VERBAS

Hospitais pedem liberação de R$ 66 mi em emendas

Recurso está parado nos cofres do Estado em meio à crise global na saúde


Foto: ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL/


Hospitais filantrópicos de Santa Catarina deixaram de receber R$ 66 milhões em recursos federais durante a pandemia de Covid-19, apesar do dinheiro já estar carimbado. O montante foi repassado do Fundo Nacional para o Fundo Estadual da Saúde e corresponde a emendas parlamentares de deputados e senadores desta e da última legislatura. O recurso está parado nos cofres do Estado. A verba poderia auxiliar os hospitais no momento de crise. Praticamente todas as unidades tiveram perda de receita durante a pandemia, já que cirurgias eletivas e exames deixaram de ser feitos. Além disso, os custos com equipamentos e materiais subiram devido à crescente demanda mundial. 

Segundo o presidente da Associação de Hospitais do Estado de SC (Ahesc), Altamiro Bittencourt, a falta de recurso pode causar efeitos graves já no próximo mês. "Se continuar a situação atual, chega no dia 5 de junho muitos hospitais não vão ter condições de pagar os seus colaboradores. A receita dos hospitais caiu muito", disse. Para ele, a mudança de titular na Secretaria da Saúde fez bem para a relação do setor com o Executivo. 

"O diálogo com o doutor André [Motta Ribeiro, novo secretário] é um diálogo maior, nos deixou esperançosos. Ele abriu um canal", disse. O governo diz que prepara um calendário de pagamentos. Segundo o Executivo, houve "dificuldade de processamento" e de "questões documentais". "Nós fizemos uma reunião bastante interessante com os hospitais filantrópicos. Por tudo que aconteceu nós tivemos algumas dificuldades operacionais, mas a partir desta semana a Secretaria retoma esse ordenamento", afirmou Ribei

LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |