| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
TRAGÉDIA

PRF diz que não há provas de que empresário participava de um racha

Roberto Angeloni morreu neste domingo em acidente na BR-101, em Biguaçu


Com a batida, a Mercedes partiu ao meio / FOTO DIVULGAÇÃO PRF

A Polícia Rodoviária Federal informou que não dispõe de subsídios para afirmar que a Mercedes Benz, dirigida pelo empresário Roberto Angeloni, 51 anos, estava participando de um racha. O acidente, que matou o empresário e filho de um dos fundadores do Grupo Angeloni, ocorreu no final da manhã de domingo (28), no quilômetro 85 da BR-101, em Biguaçu, na região metropolitana de Florianópolis. 


De acordo com a PRF, o que se sabe até agora, por meio da perícia realizada no local do acidente, é que a Mercedes Benz era conduzida acima da velocidade permitida no local, que é de 100km/h. Ainda segundo a PRF, o motorista teria passado por cima de algumas ondulações da pista, quando então perdeu controle do veículo e por pouco não bateu na mureta que divide as duas pistas da rodovia. Ao tentar redirecionar o veículo, a Mercedes benz atingiu o para-choque de uma caminhoneta Ford Ranger que estava à direita e, desgovernada, passou por cima de um canteiro antes de bater com violência contra um poste no pátio do Posto de Combustíveis Tijuquinhas. Com o impacto da batida, o poste caiu e a Mercedes Benz partiu ao meio. O empresário Roberto Angeloni morreu no local do acidente. Na Ranger estava um casal, sendo que a passageira sofreu lesões leves, mas em função do seu estado emocional acabou sendo levada para o Hospital Regional e liberada depois de receber atendimento. O corpo do empresário está sendo velado em Criciúma, numa cerimônia restrita aos familiares. No período da tarde, ele será cremado.


Nota de pesar

A Rede Angeloni emitiu uma nota de pesar pela morte do seu diretor

É com imenso pesar que comunicamos o falecimento de Roberto Angeloni, filho de um dos fundadores do grupo ANGELONI, Antenor Angeloni, ocorrido hoje (28/06) em acidente na BR-101, na altura do município de Biguaçu (SC). Nascido em Criciúma (SC), tinha 51 anos e atualmente ocupava o cargo de gerente de Operações da Rede.

Roberto atuava no grupo Angeloni desde muito jovem e considerava que o trabalho é o mais importante desafio da vida e o grande valor do homem, requerendo extrema dedicação e estudo. Deixa os pais, Antenor e Nolênia, os irmãos Cristina e Henrique, sobrinhos, tios e primos. 

Seu falecimento precoce deixa ainda imensa lacuna entre amigos e colegas, que guardam a imagem de um profissional sério e dedicado, que tinha como sonho levar o Angeloni a uma posição sempre mais destacada. 

A família agradece antecipadamente a todas as manifestações de pesar e solidariedade.


Perícia no local do acidente concluiu que a Mercedes está em velocidade acima do permitido / FOTO DIVULGAÇÃO PRF

Imagens

LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |