| ASSINE | ANUNCIE
| | | |

Júri condena autor de feminicídio a 12 anos de reclusão

Leonardo Natan matou a namorada, Gabriela Custódio, em julho do ano passado

Alexandre Melo

O Tribunal do Júri da comarca de Joinville condenou a 12 anos Leonardo Natan Chaves Martins, de 22 anos, por homicídio qualificado e fraude processual. A sessão ocorreu na terça-feira, dia 27, e durou cerca de 11 horas. No dia 24 de julho do ano passado, Natan matou a namorada, Gabriella Custódio, com um tiro no peito. O Conselho de Sentença, integrado por sete jurados, não acatou a qualificadora de feminicídio. O crime teve grande repercussão na época. O jovem chegou ao Hospital Bethesda, em Joinville, com a namorada no porta-malas de seu carro. Depois, a carregou nos braços e pediu socorro na portaria. Natan disse que buscaria documentos no veículo, mas não retornou. Gabriela morreu 20 minutos depois de dar entrada na emergência do hospital. O rapaz, posteriormente, alegou que o tiro foi acidental. No dia do crime, ele chegou a telefonar para o pai, Leosmar Chaves, afirmando que havia matado a namorada. Leosmar foi morto este ano em São Francisco do Sul, porém, a polícia afirma que um crime não tem relação com o outro.

No julgamento, foram ouvidas quatro testemunhas - uma indicada pelo Ministério Público e outras três pela defesa - e também o réu. Pela ordem, o primeiro a falar foi o promotor Ricardo Paladino, do Ministério Público, que apresentou vídeos de depoimentos da audiência de instrução e exibiu cenas da chegada da garota carregada no colo no Hospital Bethesda. O promotor falou da suposta ocultação de celulares e da arma do episódio para esclarecer detalhes do caso. Os advogados de defesa argumentaram que o tiro disparado pela arma foi acidental, ou seja, sem a intenção de matá-la. Após as duas explanações, também aconteceu a réplica e a tréplica.

Além do promotor Paladino, atuaram na acusação os advogados Marco Aurélio Marcucci e Israel Patrício. Na defesa do réu atuaram Pedro Wellington Alves da Silva, Jonathan Moreira dos Santos, Deise Kohler e Antônio Luiz Lavarda. Da decisão cabe recurso.


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |