| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
MASSACRE EM SP

Atiradores suicidas eram ex-alunos da escola paulista

13 Março 2019 15:28:00

Os motivos do massacre ainda vão ser investigados

Alexandre Melo

Informações atualizadas às 9h23min de quinta-feira (14)

Os dois atiradores, um de 17 e outro de 25 anos, eram ex-alunos da Escola Estadual Professor Raul Brasil. A confirmação veio da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Guilherme Taucci Monteiro, o mais jovem, e Luiz Henrique de Castro invadiram a escola, localizada em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, e atiraram matando cinco alunos e dois funcionários. Antes disso, eles passaram em uma locadora e venda de veículos, próxima à escola, que pertencia a Jorge Antônio Moraes, tio de Guilherme. Eles mataram Jorge e roubaram um veículo que os levou até a escola. 

Os dois jovens entraram pelo portão principal da escola, que estava aberto. A campainha para o fim do intervalo recém havia soado.As duas primeiras vítimas foram as funcionárias que estavam na entrada da escola. Depois, Guilherme e Luiz Henrique foram para o pátio e passaram a atirar na direção dos alunos Em seguida, Guilherme e Luiz Henrique foram para os fundos da escola onde teriam cometido o suicídio, porém, essa versão ainda não foi confirmada pela polícia, porque existe a hipótese de que um tenha atirado contra o outro e depois se suicidado, isto porque policiais militares, que estava próximo da escola, teriam se defrontado com os dois atiradores, e por isso um deles teria atirado no outro e depois cometido o suicídio. Pessoas que presenciaram o massacre descrevem com uma verdadeira cena de horror o que aconteceu na manhã desta quarta-feira na escola estadual. Vídeos do terror viralizaram na internet. Uma das primeiras vítimas atendidas no hospital teria chegado com um machado fincado no ombro. A arma teria sido arremessada contra ele por um dos atiradores no momento em que ele tentou fugir.

Esse alunos teria ido a pé até o Hospital Santa Maria, que fica a cerca de 300 metros da escola. O jovem passou por cirurgia e seu estado de saúde é estável. Outras seis pessoas passaram pelo mesmo hospital com ferimentos provocados pelo ataque suicida. Em nota oficial, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República lamentou o episódio da Escola Raul Brasil. Outros membros da equipe de governo de Jair Bolsonaro também manifestaram tristeza e pesar pelo ocorrido na escola paulista. Já o presidente, como já é de praxe, usou a sua rede social para lamentar e manifestar solidariedade às famílias das vítimas. Bolsonaro classificou como "desumano" o atentado. A Secretaria de Segurança Pública divulgou a lista dos mortos e feridos no massacre.


Mortos

Marilena Ferreira Vieira Umezza (professora coordenadora)

Eliana Reginal de Oliveira Xavier (Agente de Organização Escolar)

Kaio Lucas da Costa Limeira (aluno)

Cleiton Antônio Ribeiro (aluno)

Caio Oliveira (aluno)

Samuel Melquíades Silva de Oliveira (aluno)

Douglas Murilo Celestino (aluno) - morreu no hospital

Jorge Antônio Moraes (proprietário de uma locadora de veículos)


Feridos

Letícia Melo Nunes

Samuel Silva Félix

Beatriz Gonçalves

Anderson Carrilho de Brito

Murilo Gomes Louro Benitez

Jeniffer Silva Cavalcanti

Leonardo Vinicius Santana

Adna Bezerra

Jorge Antônio de Moraes

Guilherme Ramos


Obs: Na primeira lista, foi incluído o nome de Pablo Henrique Rodrigues (aluno), agora foi substituído por Kaio Lucas da Costa Limeira



LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |