| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
RECONHECIMENTO

Rotary Club homenageia gasparenses

Salésio Nuhs e Maria Bernadete Isensee foram os indicados deste ano pelo destaque profissional e em ações em prol da comunidade

Alexandre Melo


A presidente do Rotary, Franciele Cordeiro, Maria Bernadete Isensee, Maria Helena Spengler e Noelcir Soligo

Em jantar festivo na noite de terça-feira, dia 4, o Rotary Club de Gaspar homenageou duas personalidades nascidas no município. O presidente da fábrica de armas Taurus, Salésio Nuhs, e a voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Gaspar, Maria Bernadete Isensee. O prefeito Kleber Wan-Dall, representado no evento pelo seu vice, Luiz Carlos Spengler Filho, também foi homenageado com o certificado "Mérito Rotariano" pelo apoio que o poder público municipal vem dando ao projeto "Sesi Ciências", que tem a coordenação do Rotary Club no município. As homenagens aconteceram no Restaurante Raul´s História & Sabor.Outras autoridades presentes foram o comandante da PM de Gaspar, major Pedro Carlos Machado Júnior, e o presidente da Associação Empresarial de Gaspar, Nelson Bornhausen.

O ex-prefeito de Gaspar, Adilson Schmitt, acompanhado da sua esposa, Jaqueline Schneider, aproveitaram para entregar uma placa ao presidente da Taurus que, embora estivesse recebendo a homenagem do Rotary por sua trajetória profissional teve uma participação importante na tragédia climática de 2008, quando prestou auxílio a várias famílias desabrigadas por meio da iniciativa de promover uma campanha para arrecadação de donativos. "Essa é também uma justa homenagem pelo trabalho humanitário que o Salésio fez por ocasião da tragédia", justificou Schmitt. Maria Bernadete, que foi indicada por seu trabalho à frente da Rede Feminina, recebeu uma segunda homenagem por intermédio da voluntária Ivone Zanini.

A presidente do Rotary Club de Gaspar, Franciele Cordeiro, disse a noite foi de comemoração. "É com grande satisfação que o Rotary homenageia essas duas personalidades do nosso município", sintetizou. Ela explicou que as homenagens acontecem uma vez por ano e são uma forma do Rotary reconhecer os gasparenses que se destacam profissionalmente e no trabalho comunitário. A escolha, de acordo com Francile, é feita por meio de indicação dos próprios membros da diretoria.


Maria Helena Spengler, Franciele Cordeiro, Salesio Nuhs e esposa

Quem é Salésio Nuhs

O executivo da Taurus, Salésio Nuhs, afirmou sentir-se muito honrado e até emocionado pelo reconhecimento recebido de uma entidade milenar. Ele se disse ser um apaixonado por Gaspar, sua terra natal. "Eu costumo dizer que eu saí de Gaspar, mas Gaspar não sai de mim", brincou. Salésio também destacou a oportunidade que o evento lhe proporcionou de poder rever velhos amigos. 

Nascido em Gaspar, Salesio iniciou ainda jovem a carreira na sua cidade natal, primeiro na Farmácia Catarinense S/A, com apenas 15 anos, e depois na empresa Círculo Comercial Ltda, permanecendo até o ano de 1990, quando então se transferiu para a Taurus Armas, uma empresa com filial nos Estados Unidos e que mantém comércio com cerca de 100 países.

Experiente, dinâmico e proativo, o executivo atua há 29 anos no segmento de armas e munições e é importante referência nesse mercado, possuindo um amplo e profundo conhecimento de sua operação e do mercado, tendo assim sólida preparação e credibilidade para conduzir a reestruturação e o crescimento sustentável da Taurus. Desde 2018, comanda com muito sucesso a fabricante de armas e, em razão do excelente desempenho como presidente da Taurus no Brasil, assumiu em 2019 também a Presidência da Taurus USA.Salésio é também vice-Presidente Comercial e de Relações Institucionais da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), Presidente da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (ANIAM) e membro efetivo do Conselho Consultivo do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército Brasileiro. Embora esteja com a agenda sempre cheia de compromissos profissionais, entre viagens pelo Brasil, Salésio não esquece a sua terra natal. Pessoa de hábitos simples, faz questão de comparecer a todos os eventos familiares e, quando lhe sobra um tempo, é no sítio no Gaspar Grande que Salésio se recolhe para recarregar as energias.

Quem Maria Bernadete Isensee

A mulher que veste há 23 anos veste o cor de rosa da Rede Feminina de Combate ao Câncer é também uma empresária de sucesso. Maria Bernadete Isensee nasceu em 12 de fevereiro de1959, em Gaspar. Moradora do bairro Figueira, ela é de uma família simples, de valores humanos como bondade e ajuda ao próximo, passados por seus pais. Isso fez com que ela, desde criança, alimentasse o desejo de ajudar as pessoas por intermédio de trabalhos voluntários nas comunidades.

Paralelamente, Bernadete iniciou sua vida profissional aos 12 anos de idade, como costureira na empresa de uma tia. Aprendeu muito e com trabalho e dedicação, aos 30 anos assumiu a direção da Malhas Isensee. A dedicação pela empresa sempre foi grande, mas dentro de seu coração se mantinha a ideia do voluntariado. E foi na Rede Feminina de Combate ao câncer de Gaspar que Bernadete pode concretizar este sonho. Há 23 anos é voluntária na instituição, onde ocupou o cargo de presidente da entidade entre os anos de 2012 à 2018.

Quando assumiu a presidência, a entidade havia recém se transferido para a sede própria. O grande desafio foi criar fundos para manter a estrutura tão sonhada pelas voluntárias e pela sociedade gasparense. Para levantar recursos financeiros, na campanha de conscientização do outubro rosa foi desenvolvido um modelo de camisa como alerta sobre a prevenção do câncer, cuja renda da venda é 100% revertida para a Rede. A criação da loja, no formato de bazar, também foi uma importante conquista. A criação do grupo das mastectomizadas, com apoio do Rotary Club, foi outro um grande meio de apoio às pacientes. Foram também desenvolvidos trabalhos de divulgação e conscientização sobre o câncer em colégios e igrejas no município. Durante dois anos, Bernadete assumiu a vice-presidencia Nacional da Rede Feminina, que lhe proporcionou visitar várias instituições e hospitais por todo o país, conhecendo diversas realidades e experiencias as quais ela leva para a vida.

Bernadete agradeceu ao Rotary a lembrança e disse que o reconhecimento não só para ela, mas para todas as voluntárias da Rede Feminina. "Ninguém faz nada sozinho, somos um grupo de voluntárias. Ela lembrou os desafios que se enfrenta hoje para se realizar o trabalho voluntário. "Quem participa de alguma ação voluntária sabe o quanto é difícil manter a entidade. Por isso, temos que fazer cada vez mais e melhor", finalizou.

Imagens


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |