| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
SAÚDE PÚBLICA

Hospital de Gaspar retoma atendimento ambulatorial

Consultas com especialistas e cirurgias eletivas foram retomados no início do mês

Alexandre Melo


ARQUIVO JORNAL METAS

Com liberação do governo estadual, o Hospital de Gaspar retomou no início deste mês o atendimento ambulatorial com consultas de especialistas e cirurgias eletivas. Os serviços estavam suspensos devido à pandemia da COVID-19. O atendimento dos pacientes, que são encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde e também que dão entrada pela emergência do hospital, seguem todo o protocolo de higienização e distanciamento social no local.

Desde o retorno do atendimento, o Hospital de Gaspar tem realizado semanalmente ao menos 200 consultas em seis especialidades diferentes. Para oferecer mais segurança aos pacientes, o setor de atendimento ambulatorial não tem contato com a ala clínica Covid-19, que está isolada. "Retornamos com os atendimentos no momento que foi possível oferecer segurança, tanto para os pacientes como para os médicos. Sabemos da importância dessas cirurgias, algumas pessoas aguardam já há algum tempo, por isso estamos nos esforçando para atender toda a demanda represada na maior brevidade possível", diz Claudio Marmetini, diretor administrativo do Hospital de Gaspar.

Entre as especialidades ofertadas no Hospital de Gaspar estão: cirurgia geral, gastroenterologia, anestesista, ortopedia, vascular e pediatria. "Para resguardar ainda mais os pacientes que estão no grupo de risco, como criança e cardíacos, as consultas pediátricas e vasculares estão sendo realizadas na policlínica. Dessa forma, os pacientes que necessitem de cirurgia só irão ao hospital quando necessário", explica Claudio. A expectativa do Hospital de Gaspar é realizar pelo menos 160 cirurgias eletivas por mês com o retorno das atividades.

Orientações e cuidados

Para diminuir o risco de contaminação por COVID-19 para pacientes, algumas medidas foram tomadas durante o atendimento. O agendamento de horário é feito com intervalos para que haja apenas um paciente atendido por vez. Além da aferição da temperatura na entrada e da dispersão de álcool em gel, o Hospital de Gaspar disponibilizou uma tenda na área externa para que seja respeitado o distanciamento entre as pessoas. Outra orientação é de que os pacientes não venham com acompanhantes quando não for necessário, para diminuir a quantidade de pessoas no local


LEIA TAMBÉM