| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
SÃO JOÃO

Festas juninas alegram os fins de semana nos bairros

24 Junho 2019 13:53:00

Eventos acontecem nos meses de junho e julho, com grande presença de público

Alexandre Melo


Está oficialmente aberta a temporada de festas juninas pelo Brasil. De junho até o final do mês de julho milhares de confraternizações com características do folclore "caipira" vão acontecer Brasil afora. Em Gaspar, a tradição de São João se mantém muito forte, principalmente nas escolas que aproveitam os meses de junho e julho para promover as quermeses. E numa festa junina não pode faltar fogueira, quentão pinhão, fubá, pescaria, dança da quadrilha, sacola surpresa, roda da fortuna entre outros atrativos que se tornaram parte do folclore brasileiro. Mas, afinal, como a tradição das festa juninas entrou no cotidiano dos brasileiros. Então, vamos lá. Com a chegada dos portugueses ao Brasil, hábitos europeus foram incorporados à rotina do povo. A convivência das tribos indígenas com a religião Católica, trazida pelos padres jesuítas, introduziu as celebrações e festas religiosas.

Os primeiros relatos de eventos juninos no Brasil são no ano de 1603, quando ocorreu a junção da celebração da colheita bem sucedida pelos índios no mês de junho. Os três santos católicos do mês são Santo Antônio (13), São João (24) e São Pedro (29). Ao longo de 416 anos de história, a festa junina se tornou o segundo mais importante evento popular do Brasil, atrás apenas do Carnaval.

Dança típica

A quadrilha é uma dança típica das festas juninas no Brasil. A dança surgiu como uma forma de agradecimento aos três santos católicos (São João, São Pedro e Santo Antônio) pela boa colheita. As roupas utilizadas pelas quadrilhas dizem respeito ao modo de se vestir dos habitantes da zona rural de décadas atrás, bem como o modo de falar, o tal do "caipirês". A fogueira, símbolo marcante das festas juninas, é uma tradição de origem pagã, que servia para comemorar o solstício de verão no hemisfério norte. Atenção quando for armar a fogueira de sua festa porque para cada santo há um tipo de fogueira diferente. Na fogueira de São João, as madeiras são colocadas em formato de cone. Na fogueira de Santo Antônio, as madeiras são colocadas em formato de quadrado. Já na fogueira de São Pedro, as madeiras ficam na posição de triângulo.

Festa no Dinda

Em Gaspar as festas juninas seguem animando a comunidade. No último dia 15, no sítio do Dinda, na Rua David Bonetti, no Alto Gasparinho, aconteceu a tradicional Festa de São João. O local existe desde 2009, quando Luis Carlos da Costa, o popular Dinda, decidiu transformar a propriedade de seus pais num recanto de lazer.

Imagens



LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |