| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Empreendimento

Empresa do Barracão produz peças para barcos

. A Horn se especializou em fabricar peças e acessórios em fibra de vidro para embarcações

Foto: Fotos: Alexandre Melo/Jornal Metas
A filha Alessandra, que cuida da parte administrativa, e o pai, Ivo Horn


Fotos: Alexandre Melo/Jornal Metas/A filha Alessandra, que cuida da parte administrativa, e o pai, Ivo Horn

Qual a relação entre os barcos luxuosos, que navegam no Litoral brasileiro, e o bairro Barracão? A Indústria e Comércio de Fibra Horn, na Rua João Barbieri. A empresa produz peças e acessórios para barcos. O proprietário é Ivo Horn, nascido no Bateias, que até completar 32 anos jamais se imaginou atuando neste ramo de negócio. Ivo, hoje com 54 anos, era jardineiro em Blumenau. "Eu ia de casa em casa oferecendo serviços de jardinagem", conta o empresário. Mas, não era exatamente isto que ele sonhou para a sua vida, até que um dia apareceu a oportunidade de mudar.

Ivo recebeu a proposta de sociedade com o seu irmão, Waldemar, que trabalhava em uma empresa de fibras de vidro em Blumenau. Assim começou o pequeno negócio. A sociedade durou pouco tempo, mas Ivo decidiu continuar na atividade. Ele produzia algumas peças automotivas, como para-choques, e vendia para as oficinas da região. A empresa funcionava nos fundos de casa, depois passou para um espaço junto ao posto de combustíveis que fica na Rodovia Ivo Silveira (próximo ao Residencial Vila Isabel).

E veio então mais uma oportunidade de ampliar os negócios. Ele passou a fabricar peças de fibra para um tipo de máquina de lavar roupas. A Fibra Horn cresceu ainda mais, e aí, conta Ivo, apareceu mais uma pessoa importante na sua trajetória de empreendedor: o empresário e morador do Barracão, Moacyr Barbieri. "Ele é uma pessoa com muita visão de futuro, viu que o Barracão era um lugar para empreendimentos e me alugou parte de um galpão para montar a empresa", revela o empresário.

Passados alguns anos, Ivo acabou comprando o galpão. Hoje, a Fibra Horn funciona em um galpão de 690 m² e emprega 14 colaboradores diretos, além de outros quatro indiretos. A especialidade é fabricar peças e acessórios em fibra de vidro para indústria náutica. "Fabricamos desde escadas, freezers, painéis, bancos, mesas, entre outros acessórios para barcos e outros, menos o casco, pois esse é feito pela própria indústria naval", explica Ivo.

Hoje, a Fibra Horn atende a uma única empresa naval, com sede em Itajaí. "Não atendemos mais, porque nos falta mão de obra especializada", revela o empresário. Ele explica que as peças são fabricadas sob medida, praticamente de forma artesanal. Embora a empresa naval fabrique 13 modelos de barcos, um nunca é igual ao outro, o projeto é sempre diferente e exclusivo para cada cliente, por isso uma peça é também diferente da outra e, dependendo da complexidade, pode levar até três dias para ficar pronta. Em média, a Fibra Horn produz cerca de 700 peças por mês. Basicamente, são quatro etapas no processo: molde, pintura, laminação e lixação/polimento.

Hoje, o mercado está bastante aquecido, embora a matéria-prima esteja em falta, além do aumento dos custos. A gerente administrativa, Alessandra Horn, de 30 anos, filha única de Ivo, que praticamente nasceu dentro da empresa, explica que a pandemia acabou impulsionando os negócios. "Antes da pandemia, produzíamos peças para cerca de 40 barcos por mês, para 2021 a projeção é de mais de 60 barcos/mês". A esposa Rosita Lana Horn também trabalha auxiliando na área de Produção

A empresa também produz acessórios em fibra para piscinas, tais como escadas, mas esse não é o principal filão.

O Barracão

Sobre o Barracão, Ivo diz que é um excelente lugar para se viver e que cresceu muito nos últimos anos, com um parque industrial bastante diversificado. "Antigamente era engenho de farinha, olaria e arrozeira, hoje temos empresas de vários setores e que produzem não só para Santa Catarina, mas para todo o Brasil, como no caso das malharias", observa.

Hoje, o quarto filho de José Horn e de dona Maria de Souza Horn se diz feliz com a profissão e os negócios, mas admite que precisa de muita dedicação. "Nada vem fácil na vida, é preciso trabalhar muito para se conquistar as coisas".



O molde


A pintura




Laminação









LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |