| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
CONCURSO

Eleitos os mais belos jardins

A iniciativa, organizada pela comissão da Villa D`Itália, elegeu a casa com as três mais belas paisagens


Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas /

Deixar o bairro ainda mais charmoso e envolver a comunidade no projeto turístico. Foram estes os objetivos da comissão da rota Villa D`Itália ao promover no Alto Gasparinho o concurso "Meu Doce Lar". A proposta foi premiar as três residências com os mais belos jardins. Lançado em abril, o resultado foi divulgado no último sábado (12), após avaliação de três jurados: a pesquisadora Leda Maria Baptista; o ex-diretor de Turismo de Gaspar, Norberto Mette; e o arquiteto Maurílio Bugmann. O grande vencedor foi o jardim que embeleza a casa de Cibele e Osvaldo Nicoletti, o Pitti. A casa está localizada na rua Villa D`Itália e fica no trajeto de conhecidos pontos turísticos, como a Truticultura Bertoldi e a Buchamnn Eventos. Cibele, que se reveza nos cuidados do jardim com o marido, diz que quando foi convidada para participar do concurso nem queria se inscrever. "Tem tantos jardins bonitos aqui no bairro. Quando soube que tínhamos sido os vencedores até chorei de emoção", confessa. A moradora afirma que deixar o jardim bonito e bem cuidado faz parte da rotina do casal. "Tem que deixar ele bonito para quem passa por aqui, ainda mais que ficamos perto destes pontos turísticos. Muitas pessoas ao passarem por aqui param e batem foto", orgulha-se. Cibele divide seu tempo entre dois passatempos: cuidar do jardim e fazer crochê. "O concurso nos motivou e vamos caprichar ainda mais a partir de agora", garante. O segundo lugar ficou para o jardim da residência de Angelina Nicoletti, 82 anos. A casa fica localizada na rua Marcelino Nicoletti. "Eu sempre gostei de cuidar do jardim. Não fiz nada especial para o concurso", garante. Aposentada, é ela quem cuida das árvores e flores que enfeitam o pátio - são cerca de 800m² de muito verde e capricho. O vencedor do terceiro lugar foi o jardim de Helena dos Santos, na rua Valentim Nicoletti.

"Nossa intenção foi fazer com que a comunidade pudesse se sentir parte de tudo que estamos fazendo. Além disso, queremos que os turistas que visitem a rota se encantem ainda mais com as belezas da região", ressalta uma das integrantes da comissão e gerente de Lazer do Fazzenda Park Hotel, Mayara Testoni. Ela afirma que o formato para o concurso de 2021 ainda não está definido, mas que há o interesse da comissão em continuar a promovê-lo. Nesta edição, cinco critérios foram avaliados pelos jurados: limpeza, organização, diversidade, originalidade e beleza.

Um dos jurados, Norberto Mette, ressalta a importância da iniciativa para fortalecer a Villa D`Itália. "O concurso tem um contexto interessante para o desenvolvimento do turismo na região. Além disso, é uma forma de mostrar à comunidade que o jardim de suas residências também pode ser um atrativo, além de embelezar ainda mais o bairro", ressalta. Um fato que chamou a atenção de Mette é que os três jardins vencedores não estão localizados no "corredor principal" do Alto Gasparinho. "Não é por isso que eles deixam de ser importantes, mas quem está na via principal também precisa participar", avalia. Mette também afirma ter ficado surpreso com o número de inscritos. "Me surpreendeu a participação, pois havia mais de 20 jardins concorrendo. Isso demonstra que a comissão, junto com a comunidade, está conseguindo desenvolver a questão conceitual de que, juntos, é possível transformar o bairro".   



Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas /

O jardim de Osvaldo Nicoletti, o Pitti, e sua esposa, Cibele, foi o grande vencedor do concurso. A casa fica na rua Villa D`Itália e atrai olhares dos turistas que visitam o bairro. "Quando soube que éramos os vencedores até chorei de emoção", comemora Cibele.  


Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas /

Em segundo lugar, ficou o jardim de Angelina Nicoletti, na rua Marcemiro Nicoletti. Aposentada, é ela quem cuida das flores e árvores que enfeitam o pátio de sua residência - são cerca de 800m² de muito verde, capricho e carinho. Aos 82 anos, o jardim é motivo de orgulho para a moradora do Alto Gasparinho. "Sempre gostei de cuidar do jardim e, um dia, pedi a Deus que me desse saúde para cuidar dele. Recebi a graça e enquanto tiver condições vou sempre deixar meu jardim bonito", garante Angelina. 



Foto: Kássia Dalmagro - Jornal Metas /

Quem passa pela rua Valentim Nicoletti não deixa de dar uma "espiadinha" para a casa de número 45. O jardim de dona Helena dos Santos foi o 3º colocado no concurso. "Sempre temos uma esperança, mas eu sabia que tinha muitos jardins bonitos. Então quando recebi o resultado fiquei muito feliz", comemora. Helena trabalha o dia inteiro em uma facção e, como ela mesmo brinca, seu descanso é cuidar do jardim. "Faço isso sempre ao meio-dia ou no fim da tarde. Gosto muito de flores, tenho muitas rosas e cinco cores diferentes da Primavera", orgulha-se. E, para o ano que vem, Helena promete novidades. "Vou em busca do primeiro lugar", diz. 


A Villa D`Itália 

O concurso foi organizado pela comissão responsável em profissionalizar a rota Villa D`Itália e, assim, fortalecer o turismo na região. O projeto de empreendedores locais teve início no começo deste ano e resultou em um roteiro cheio de atrações, elaborado com a participação da Associação de Moradores. De acordo com Mayara, todos os empresários do bairro foram convidados a participar mas, por enquanto, nem todos os estabelecimentos quiseram ser incoporados no projeto. "O roteiro já está funcionando e as atrações inseridas são extremamentes profissionais", garante.

Ao todo, são oito estabelecimentos oficialmente incluídos na Villa: Fazzenda Park Hotel, Igreja Santo Antônio, Biscoitos Maria Helena Coradini, Casa Cida e Evandro, Engenho do Nono, Pousada Tia Terê, Buchmann Eventos e a Truticultura Bertoldi. Para saber a localização e o horário de funcionamento de cada um dos atrativos basta acessar a página oficial da Villa D`Itália na rede social facebook. A rota oferece estabelecimentos para almoço, café colonial, jantar, pesca, visita a museu, passeios de charrete, engenho, hotel e pousada."Nossa missão é tornar o bairro um destino turístico e de lazer para as famílias. Por isso, prezamos não só pelos atrativos, mas pela limpeza e organização do bairro, bem como o atendimento familiar, sem esquecer de resgatar a cultura italiana", ressalta Mayara.

O bairro foi colonizado a partir de 1875 por europeus, principalmente os italianos - daí a justificativa para o nome do roteiro. Antes mesmo do roteiro ser oficializado, a localidade já recebia muitos turistas, principalmente os adeptos às atividades físicas. É muito comum ver ciclistas e corredores se exercitando pelas ruas do Alto Gasparinho, aproveitando as paisagens encantadoras. 


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |