| ASSINE | ANUNCIE
Polêmica

AMVI protesta contra reajuste

15 Maio 2018 18:54:06

Associação de Moradores do Vila Isabel reclama que o reajuste é incompatível com o que é oferecido

Redação Jornal Metas
SAM_3171.jpg
Foto: Arquivo Jornal Metas
A quadra poliesportiva segue provocando polêmica

CONSTRUÍDO PARA SER um local público de lazer, o Complexo Esportivo Vila Isabel, localizado no bairro Barracão, continua gerando polêmica quatro anos após a sua inauguração. Depois de ficar praticamente nove meses sem zelador, em função do falecimento da pessoa responsável, a prefeitura, por intermédio da Fundação Municipal de Esportes e Lazer (FMEL) contratou um substituto no final de março deste ano. Antes, porém, aplicou um reajuste no valor do aluguel da quadra que provocou revolta na população. De R$ 25,00 o valor  passou para R$ 40,00 por hora. Por conta desse reajuste, a Associação dos Moradores do Loteamento Vila Isabel (AMVI), que é onde está a quadra poliesportiva, organizou um abaixo assinado, com mais de 40 nomes, pedindo que a FMEL volte atrás no reajuste. O manifesto foi entregue no gabinete do prefeito Kleber Wan-Dall no dia 9 de maio. No entender da AMMVI, o valor justo a ser cobrado é de R$ 10,00. Entre as justificativas para esse pedido, o presidente da AMMVI, Rafael Leomar Lana, diz que a estrutura hoje oferecida está incompatível com o valor da taxa. “É uma quadra que não oferece nem vestiários e, até bem pouco tempo, o único jeito de se beber água era por meio de uma mangueira, agora é que colocaram um bebedouro”, dispara. Anísio Lana, que também faz parte da diretoria da AMVI, lembra que durante todo o período em que a quadra ficou sem zelador, a responsabilidade de abrir e fechar, além de limpar o local, foi da associação “Assumimos essa responsabilidade para manter o local em funcionamento, hoje, porém, a comunidade tem nos cobrado  o reajuste aplicado pela prefeitura”, revela. Anísio não concorda com a taxa de R$ 40,00, e observa que o contribuinte já paga impostos suficientes para ter direito, entre outras coisas, a uma área de lazer pública, sem nenhum tipo de cobrança monetária. “Estão cobrando duas vezes da comunidade”, protesta o morador. Mesmo com o reajusre no valor da taxa, a quadra do Vila Isabel segue sendo bastante utilizada. De acordo com Rafael Lana, todos os horários, de segunda a sexta-feira, estão preenchidos. 
O presidente da Fundação Municipal de Esportes e Lazer (FMEL), José Carlos Carvalho Junior, explica que o valor do aluguel da quadra não era reajustado desde janeiro de 2015. “É o valor mínimo que a prefeitura precisa cobrar para custear as despesas de água e energia elétrica. Se esse valor for menor, o melhor é deixar a quadra fechada”. Ele também revelou que a AMVI possui hoje quatro horários por semana, cujos valores cobrados ficam com a associação. O presidente da FMEL esclareceu ainda que não foi a associação que tomou conta da quadra por oito meses, mas uma pessoa que mora próxima. “Essa pessoa se ofereceu para fechar e abrir a quadra, para que a comunidade pudesse continuar a utilizar o espaço, já que estávamos encontrando dificuldade de contratar um novo zelador”, justifica Junior. 

Projeto de lei
A associação também se queixa de um pedido feito ao vereador Wando Andrietti (MDB), em agosto de 2017, para mudar o nome da quadra esportiva, atualmente denominada Complexo Esportivo Vila Isabel, para Complexo Esportivo Mozart Nunes, que foi o fundador da Associação em 2002. Mozart faleceu no ano passado. “Ele foi um grande lutador das causas comunitárias para a nossa região, atuando conosco nestes 15 anos e morador há mais de 20 anos do Vila Isabel”, argumenta Rafael. Questionado sobre o pedido, o vereador Andrietti disse que existe uma certa divisão na comunidade sobre o pedido. “Alguns querem, outros não, por isso ainda não levei adiante a indicação”. No entanto, ele revelou que em conversa com o prefeito Kleber Wan-Dall, na semana passada, este mostrou-se favorável à homenagem ao ex-líder comunitário do Vila Isabel. Andrietti prometeu fazer a indicação na Câmara de Vereadores nas próximas semanas.


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620