| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
ESTADUAIS

Os primeiros campeões de 2019

23 Abril 2019 21:33:00

Em todo o país, as torcidas fizeram a festa dos títulos


Alexa da Silva comemora o gol de empate que levou a decisão para os pênaltis em SC / Foto: Frederico Tadeu / AVAÍ F.C./

O futebol brasileiro conheceu no último domingo (21), os campeões estaduais por todo o País. Foram jogos de muita emoção, ou como se diz na linguagem futebolística, "pra cardíaco". Foi o caso da final do Paulistão, o maior campeonato estadual do país. Corinthians e São Paulo chegaram para o segundo confronto em igualdade de condições (no primeiro jogo houve empate: 0 a 0).  

O timão, que tinha a única vantagem estar jogando em seu estádio, saiu na frente aos 31 minutos do primeiro tempo com Danilo Avelar, porém, o São Paulo empatou pouco antes do apito final do primeiro tempo com Anthony. Na segunda etapa, o tricolor do Morumbi sentiu a pressão e recuou, tentando garantir o empate que levaria a decisão para as penalidades máximas, porém, aos 44 minutos, o experiente atacante Vagner Love, que havia entrado no segundo tempo, recebeu um lançamento preciso e chutou de primeira para marcar um belo gol que garantiu o tricampeonato para o Corinthias, o que não acontecia desde 1924, quando o timão conquistou pela terceira vez consecutiva o título paulista. O Corinthians também ampliou a sua vantagem em relação aos outros times, mantendo-se como o maior vencedor do Paulistão com 30 conquistas.

Carioca 

No Rio de Janeiro, a final entre Vasco e Flamengo teve menos emoção. Isto porque, o rubro-negro, que já entrou em campo com a vantagem de poder perder até por um gol de diferença, marcou ainda no primeiro tempo com Willian Arão. As coisas ficaram ainda mais complicadas para o cruzmaltino, tecnicamente inferior ao "estrelado" time do Flamengo. Na segunda etapa, Vitinho marcou mais um para o mengão, sacaramentando o título e ainda mantendo um tabu de mais de 30 anos sem perder uma decisão de carioca para o seu arquirrival.

Santa Catarina 

Emoção e polêmica também na decisão do Campeonato Catarinense entre Avaí e Chapecoense. Time de melhor campanha na competição e ainda com fator local a seu favor, o Avaí acabou surpreendido pela Chapecoense com um belo gol de Regis aos 42 minutos. do primeiro tempo. O time avaiano foi à luta e conseguiu empatar aos 31 minutos do segundo tempo, com Alex da Silva. A Chapecoense se fechou ainda mais na defesa e conseguiu levar o empate até o fim. Na decisão em penalidades máximas, aconteceu a grande polêmica de todo o campeonato. Na última cobrança da Chapecoense, que já havia errado uma, o jogador Bruno Pacheco acertou o travessão e bola quicou no chão. Teria ou não entrada? O árbitro do jogo, Bráulio Machado, consultou o árbitro de vídeo (VAR) que confirmou que a bola não havia entrada.

No entanto, na repetição, em câmera lenta pela emissora que transmitiu o jogo, ficou a dúvida. Se tivesse sido gol, o Avaí teria que cobrar o seu quinto pênalti e convertê-lo para confirmar o título. No entanto, a história do catarinense 2019 terminou ali mesmo, já com o gramado da Ressacada completamente tomado pelos enlouquecidos torcedores.   



LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |