| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
CONQUISTA

Gasparense completa a Maratona de Boston

15 Abril 2019 14:58:00

Fabiano Leite, o Binho, 26 anos, cruzou a linha de chegada após 3h12min41s de prova


Binho foi o primeiro gasparense a conseguir índice para a prova / Foto: Arquivo Pessoal/


Aos 26 anos, Fabiano Carvalho Leite, o Binho, fez história ao ser o primeiro gasparense a completar a Maratona de Boston, nos Estados Unidos. O atleta da equipe Daiana Oneda Runners participou na segunda-feira (15) da 123ª edição de uma das mais antigas corridas do mundo. Binho cruzou a linha de chegada após 3h12min41s de prova. Exibindo a bandeira do Brasil nos últimos 300 metros do percurso, o atleta trazia no sorriso e nas passadas, agora leves, a felicidade em conseguir fazer os 42Km mais famosos do mundo. "O público foi muito receptivo do começo ao fim da prova. Mas na chegada, quando peguei a bandeira do Brasil, muitos brasileiros que estavam entre o público começaram a me cumprimentar, foi uma emoção muito grande", diz. Ele afirma que a prova foi realmente desafiadora. Até minutos antes da largada, chovia e fazia frio. "O mais difícil, porém, foi o percurso, bastante desafiador. No início é só descida, descida, descida. Depois dos 25Km é só subida. Mas participar da prova foi uma experiência incrível, não tem explicação", disse emocionado.

Binho conseguiu se inscrever na Maratona de Boston após alcançar o índice exigido pela organização da prova internacional em agosto do ano passado, durante a Maratona de Florianópolis. Na capital catarinense, ele completou os 42Km em 2h58min34s - o índice exigido para sua categoria era de 3h05min. A intenção, em Boston, era bater seu recorde pessoal (RP), mas o atleta sabia que seria muito difícil obter a marca, devido às adversidades. "Não conseguimos o RP do tempo do atleta, mas conseguimos o RP de suas condições físicas. Choveu até o momento da largada, estava muito frio, e as condições climáticas melhoraram somente após o início da prova, prejudicando o aquecimento do corredor", afirma a treinadora, Daiana Oneda. Ela explica, entretanto, que o mais díficil foi o relevo acentuado do percurso. "Sabíamos que haveria grande altimetria, mas não conhecíamos os detalhes. A prova exige muita experiência do atleta e estratégias para ele não "quebrar". Começa com uma descida, vai descendo cada vez mais, e depois sobe e desce, como uma montanha russa. Mas o Binho conseguiu administrar muito bem sua prova, chegando firme, vibrando e correndo", comemora a treinadora, que acompanhou o atleta nos Estados Unidos juntamente com seu sócio, o triatleta Carlos Alexandre Wehmuth. "Quem entende sabe o quanto é difícil conseguir esta façanha. Obter o índice, ser selecionado e poder vivenciar essa experiência foi a realização de um sonho, um marco histórico para o grupo e para a cidade, pois fomos a primeira assessoria esportiva de Gaspar a conseguir isso", comemora Alexandre.

Depois do índice alcançado e da confirmação da participação na prova, foram pouco mais de três meses de preparação específica para a competição nos Estados Unidos, incluindo treinamento funcional e musculação para o fortalecimento do corpo do atleta e educativos de corrida. Durante este período, Binho rodou aproximadamente 700Km. O atleta também teve acompanhamento médico. "Durante este três meses, ele esteve sob orientação de quatro profissionais: educador físico, cardiologista, nutricionista e fisioterapeuta", revela Daiana. Ela também explica que os custos para disputar a prova eram muito altos e que a equipe precisou correr atrás de apoios e patrocínios, como a ajuda da prefeitura de Gaspar, por meio da Fundação Municipal de Esportes, e de várias empresas. "Só temos a agradecer a todas estas pessoas que acreditaram e viveram conosco este sonho", afirma.

A maratona    

Mais de 30 mil corredores, de várias partes do mundo, disputaram a 123ª Maratona de Boston. Entre os homens, a disputa foi acirradíssima, sendo que os dois primeiros colocados disputaram a vitória até os últimos segundos, em um "sprint" emocionante. O grande campeão foi o queniano estreante Lawrence Cherono com o tempo de 2h07min57s, apenas dois segundos a menos que o segundo colocado, o etíope Lelisa Desisa, vencedor da prova em 2013 e 2015.

No feminino, Worhneh Degefa, da Eritreia, dominou a prova de ponta a ponta e cruzou a linha de chegada após 2h23min31s. Na segunda colocação ficou a queniana Edna Kiplagat e em terceiro a americana Jordan Hasay.

A Maratona de Boston é a mais famosa e tradicional corrida de 42Km realizada anualmente em todo o mundo, disputada entre as cidades de Hopkinton e Boston, no estado de Massachusetts, Estados Unidos. Ela é a segunda mais antiga das maratonas, atrás apenas da maratona olímpica disputada pela primeira vez em Atenas, em 1896.


Gasparense recebe os cumprimentos de um soldado americano após a prova / Foto: Divulgação/


Binho (centro) com Daiana e Carlos Alexandre / Foto: Divulgação/







LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |