| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Retormo

Fesporte e Federações discutem retorno seguro dos esportes

Intenção é encontrar alternativas para a volta segura


O judô está entre as modalidades que precisa de um protocolo específico para a retomada / Foto: Antônio Prado/

Desde que começou a pandemia do Covid-19 a Fesporte vem dialogando com representantes de federações esportivas e dirigentes municipais na busca de alternativas da volta do calendário de forma segura. A Fesporte desenvolveu quatro calendários alternativos para realização dos eventos em diferentes formatos e apresentados a comunidade esportiva.

Durante as conversas com as federações, a Fesporte propôs a possibilidade dos eventos do calendário serem realizados por modalidade, respeitando a especificidade de cada segmento. Todas as ações entre federações e Fesporte serão concretizadas mediante liberação da Secretaria Estadual de Saúde.

No segmento de lutas, por exemplo, a Fesporte já enviou à Secretaria Estadual de Saúde, protocolo de segurança para o retorno de treinamentos e academias do setor com todos os cuidados sanitários exigidos para o momento de pandemia. O pedido foi estendido a todas as modalidades de luta, que pudessem retornar com treinos em duplas fixas, formadas por pessoas do mesmo ciclo familiar (que encontrassem na mesma quarentena juntas), do mesmo ciclo de amizade, que não apresentassem nenhum sintoma de Covid-19 e que concordem e assinem termo de responsabilidade.

Tal protocolo teve como consultores profissionais de medicina e de educação física, além de integrantes do Conselho Estadual de Esporte, Tribunal de Justiça Desportiva, Conselho Regional de Educação Física e Associação das Federações de Esportes de Santa Catarina e aguarda parecer técnico da Secretaria de Saúde.

As demais federações esportivas estão elaborando protocolos de retorno de atividades e enviando à Fesporte. Segundo o presidente da Fesporte, Rui Godinho, as propostas serão usadas como base para o pedido do retorno das atividades esportivas junto ao Governo Estadual . "Tudo está sendo pensado para que os jogos sejam feitos de forma segura, inclusive com a possibilidade de um evento ser organizado por modalidade. O importante é que na pandemia a Fesporte não parou, sempre esteve buscando soluções para que o esporte catarinense não parasse por completo".

O presidente da Fesporte reforça que tudo está sendo feito para a realização das competições porque no esporte existe toda uma cadeia de pessoas beneficiadas pelo setor. "Tem a economia gerada com o evento, famílias que dependem do esporte, atletas e técnicos que dependem de bolsa. Se não tem competição não tem bolsa-atleta, enfim, uma série de coisas que ficarão prejudicadas com a não realização dos jogos".

LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |