| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
Prudência

COI anuncia adiamento das Olimpíadas e Paraolimpíadas

Comitê organizador tomou a decisão depois de muita pressão de países que ameaçavam não participar

O que já era uma tendência se confirmou nesta terça-feira (24). O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020 para 2021. O entendimento sobre a impossibilidade do início das competições no dia 24 de julho, por conta da pandemia do novo Coronavírus, aconteceu após conversa por teleconferência entre o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente do COI, Thomas Bach.

"Nas atuais circunstâncias, e com base nas informações fornecidas hoje pela OMS, o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e da comunidade internacional", informa nota publicada no site da instituição.

A medida foi tomada após pressão de atletas e comitês nacionais pelo mundo todo criticarem a manutenção do calendário em meio a pandemia do novo Coronavírus. Canadá, por exemplo, havia decidido que não mandaria competidores, caso os Jogos ocorressem na data prevista. O Comitê Olímpico Brasileiro também engrossou o coro para a mudança do cronograma.

Por coincidência, em 1940, as Olimpíadas, que também ocorreriam em Tóquio, no Japão, foram canceladas em função da 2ª Guerra Mundial. Quatro anos depois, em 1944, os jogos seriam realizados em Londere, mas como a guerra continuava a organização decidiu adiar os jogos. Antes disso, as Olimpíadas já haviam sido canceladas em 1916, quando seriam realizados em Berlim, na Alemanha, também por causa da guerra: a primeira Grande Guerra Mundial.

Tocha olímpica

A tocha olímpica vai permanecer no Japão, informou o COI. A chama olímpica chegou ao Japão na última sexta-feira (20), após cerimônia de acendimento, no Estádio Panatenaico, em Atenas, na Grécia.

Futebol

Estádios vazios em todo o mundo, alguns como o Pacaembu sendo preparado para servir como um hospital de campanha, jogadores em casa sem treinar. O futebol mundial nunca viveu uma situação dessas. O prejuízo deve chegar a bilhões de dólares. A Eurocopa, que deveria acontecer nos meses de junho e julho foi cancelada. No mesmo período, a Copa América iria acontecer na Argentina e Colômbia. Em uma decisão conjunta da Conmebol e Uefa, as duas competições foram canceladas na semana passada.

Na América do Sul, todas as competições esportivas seguem suspensas. A Conmebol cancelou ainda as partidas da Taça Libertadores da América e das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. No Brasil, o cancelamento das competições atingiu os campeonatos estaduais, a Copa do Brasil Profissional e Sub-20; Campeonatos Brasileiros de Futebol Feminino Séries A1 e A2 e Campeonato Brasileiro Sub-17. Existe muita indefinição se essas competições ainda serão realizadas em 2020. 



FOTO: Markos Chouzouris COI/Tocha Olímpica foi acesa em Atenas e levada para o Japão onde permanecerá até o início dos jogos em data ainda a definir




LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |