| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
DESEMPENHO

Capoeiristas de Gaspar no pódio

Cinco atletas da escolinha conquistaram medalhas


Formado Guga com os medalhistas Enzo (Esq) e Gabriel / Foto: Alexandre Melo - Jornal Metas/

Perto de completar um ano, a escolinha de capoeira do professor Genismar Ferreira, o Formado Guga, segue conquistando bons resultados fora dos limites de Gaspar. No sábado (10), um grupo de oito capoeristas esteve em Itapema, no Litoral do Estado, para a disputa do Campeonato de Capoeira 1.000 Graus. O evento reuniu mais de 200 atletas de várias cidades de Santa Catarina, além do Rio Grande do Sul e Paraná. Cinco gasparenses alcançaram o pódio, sendo dois de primeiro lugar: Joana Pereira, na categoria Adulto Feminina, e Gabriel Cosma Scottini, na Adolescente 12 e 13 anos. "Foi difícil a primeira luta, eu estava muito nervoso, mas depois relaxei e nas outras fui mais confiante", contou o jovem de 13 anos. Gabriel precisou superar quatro adversários para conquistar a medalha. Aluno da escola de capoeira há seis meses, essa foi a sua segunda competição. Gabriel teve uma pessoa muito especial ao seu lado durante toda a competição. O seu pai, Aires Scottini, também praticante de capoeira, competiu na categoria Adulto. "Ele ficou me dando força o tempo todo, muito legal", afirmou o campeão. Enzo Bernardes, de 11 anos, foi terceiro lugar na sua categoria e também está empolgado com as aulas de capoeira. "Um amigo me indicou a escola do Guga e quero continuar na capoeira porque me sinto muito bem praticando o esporte", revelou. Outros dois medalhistas do grupo foram Mateus "Mosquito" (3º lugar na categoria Adolescente 14 e 15 anos) e Johnatan (5º lugar na Adulto Masculino).

O próximo desafio será em Itajaí, em novembro quando serão disputados os Jogos da Amizade. Nessa competição, Guga pretende levar um grupo maior. "Quem foi nessa competição de Itapema teve que tirar dinheiro do bolso, vamos tentar que alguém nos ajude custeando as despesas de inscrição, transporte e alimentação", afirmou. Apoio financeiro é que a escolinha também precisa para realizar o 1º Batizado de Troca de Cordas", que é quando os alunos vão passar por avaliações práticas que poderá levá-los a uma nova categoria. O grupo tá "correndo o pires" na tentativa de conseguir cerca de R$ 5 mil para o evento. O projeto da escola, que hoje funciona na Sociedade União, vem sofrendo com a falta de apoio. Os alunos pagam uma mensalidade simbólica, que cobre os custos com os instrumentos musicais que são necessários para a prática do esporte. Hoje, cerca de 30 alunos estão matriculados, mas apenas a metade tem frequentado regularmente as aulas. Quem quiser conhecer e ajudar o projeto pode entrar em contato nos telefones (47) 99771-2016 ou (47) 99928-7386 (whatsapp). 


LEIA TAMBÉM



JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |