| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
GERAL

Os fatos que marcaram 2018 - PARTE II

Prevenção

Em 2018, importantes projetos sociais e de prevenção foram colocados em prática na cidade. O Corpo de Bombeiros Militar formou as primeiras turmas no "Bombeiros da Melhor Idade", "Bombeiro MIrim" e "Golfinho". Já a Defesa Civil municipal deu início ao projeto "Agente Mirim" nas escolas.   

Obra começa 

As obras de infraestrutura no loteamento das Arábias e em seu entorno finalmente começaram a ser executadas em 2018. Os trabalhos tiveram início pela pavimentação da rua Carlos Roberto Schramm e preveem ainda, para 2019, a pavimentação de todo loteamento e implantação do sistema de esgoto sanitário.


Incêndio destrói empresa


Um incêndio de grandes proporções assustou os moradores do bairro Bateias no dia 1º de fevereiro: o fogo destruiu o depósito da Influência Tecelagem e parte da Mimos Confecções. As chamas se propagaram rapidamente e também atingiram o prédio da Igreja Assembleia de Deus, que fica nos fundos da empresa. O combate ao incêndio se estendeu até a madrugada do dia seguinte, após 12 horas de trabalho incansável dos bombeiros. Segundo informações, mais de 300 quilos de malha foram consumidos pelas chamas.

Motorista atropela criança e foge

No dia 14 de outubro, o atropelamento de uma criança revoltou a comunidade. Isto porque o motorista que atropelou a pequena Vitória Cristina Bierdermann, de seis anos, além de não prestar socorro não parou o veículo mesmo com a criança presa ao carro. Apesar da gravidade dos ferimentos - Vitória chegou a passar por uma cirurgia no cérebro - a menina se recuperou. Ela e a avó foram atropeladas na faixa de pedestres, quando tentavam atravessar a rua em frente ao Supermercado Top, no bairro Sete de Setembro. O motorista não foi localizado.  

Bebê Letícia

No dia 17 de julho, a equipe do Serviço de Atendimeto Móvel de Urgência (Samu) de Gaspar realizou um parto em uma residência, já que não daria tempo de levar a gestante até o hospital. Letícia Fava nasceu com 2.805kg e 48 cm, sem nenhuma complicação. A mãe, Luana Fava, de 28 anos, também não teve problemas.

Obras entregues

Após quase três anos do início das obras, a Unidade Básica de Saúde Margem Esquerda II foi, enfim, entregue à comunidade. A inauguração do novo espaço, construído no Loteamento das Arábias, às margens da BR-470, aconteceu no dia 29 de outubro. Foi neste ano também que a prefeitura conseguiu finalizar a tão sonhada pavimentação das ruas Artur Poffo e Pedro Schmitt Júnior, que se arrastava desde 2015. A comunidade também viu neste ano uma antiga reivindicação sair do papel: o início da construção de um CDI no bairro Coloninha. 


Exército promove simulado


Em maio, Gaspar recebeu o Simulado Integrado de Resposta a Desastres, organizado pelo Exército Brasileiro, em parceria com a Defesa Civil do Estado de Santa Catarina. A intenção foi simular possíveis ocorrências que poderiam ocorrer na região durante uma grande enchente, a fim de treinar e testar as equipes de socorro - inclusive os representantes das Forças Armadas. As ações, que aconteceram também em Blumenau, Pomerode e Itajaí, fazem parte do projeto da Força de Ajuda Humanitária, que passou a ser executado pelo Exército Brasileiro em 2013, motivado, por exemplo, por tragédias como a de novembro de 2008 em Santa Catarina e de Mariana (MG).   

Criança é salva

Em julho, o Corpo de Bombeiros de Gaspar e as equipes do Samu e aeronave Arcanjo conseguiram salvar uma criança de apenas dois anos que havia se afogado em uma piscina. O acidente aconteceu em uma residência, localizada no bairro Margem Esquerda, e segundo informações, a criança desacordada foi retirada por familiares do fundo da piscina.

Mudanças

Em agosto, o Corpo de Bombeiros de Gaspar trocou de comando: o tenente Douglas Tomaz Machado assumiu a função no lugar de seu irmão, tenente Jefferson Luiz Machado. Houve também mudança no comando da Polícia Militar - em setembro, o major Pedro Carlos Machado Júnior assumiu a função até então exercida pelo tenente Joaquim Soares de Lima Neto.

De bicicleta

Cerca de 700 ciclistas tomaram conta das ruas centrais da cidade no dia 18 de março, durante a 5ª edição do passeio ciclístico Interact e Jornal Metas. Em outubro, eles voltaram a pedalar pelo município no Passeio Ciclístico da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que voltou a promover o evento depois de oito anos de interrupção.

Acidente mata duas pessoas

As gasparenses Maria Aparecida Ortúnio, 55 anos, e Norma Ortúrio, 60, morreram após se envolverem em um gravíssimo acidente de trânsito, registrado no dia 14 de julho, na Rodovia Jorge Lacerda, em Ihota. Elas eram passageiras de um veículo Ônix, que colidiu com outros dois carros. O acidente também tirou a vida de João Geraldo Rodrigues da Silva, de 30 anos, morador de Ilhota.   


Faz dez anos


Em novembro, a pior tragédia climática de Santa Catarina completou 10 anos. Para marcar a data - e reforçar a necessidade de se investir mais em prevenção - algumas ações foram realizadas em Gaspar. Em respeito aos 19 mortos e uma pessoa desaparecida, foi inaugurado, na Praça Getúlio Vargas, um memorial em homenagem às vítimas. Já o comunicador Jota Aguiar promoveu um evento em que homenageou autoridades, clubes de serviços, forças de segurança, entidades e voluntários em geral que trabalharam durante a catástrofe. Em Ilhota, onde 31 pessoas morreram e uma ainda está desaparecida, um memorial também foi construído, junto ao que restou do Parque Morro do Baú.

Casa Lar

Em julho, a Prefeitura de Gaspar anunciou a nova entidade gestora da Casa Lar, abrigo de acolhimento de crianças em situação de vulnerabilidade social na cidade. Na época, chegou a circular o boato de que o abrigo seria fechado, após o Gaiaa - antigo administrador - comunicar a prefeitura que não renovaria o contrato. A Gaia de fato deixou os trabalhos, mas a Casa Lar continua atendendo, agora administrada pela Ação Social Cidadã. 

Educação

A unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) abriu as portas em Gaspar no mês de novembro e foi estruturada no Edifício Avenida Center, no Centro da cidade. Foi neste ano também, em março, que a Uniasselvi inaugurou oficialmente as instalações do polo de Gaspar, localizado na rua Arnoldo Schramm, no Centro.   

Tempestade provoca perdas

Em janeiro, uma tempestade atingiu Gaspar e causou grande estragos e prejuízos. Além da chuva de granizo, em algumas regiões da cidade foram registrados ventos de mais de 70km/h, que ocasionou o destelhamento de várias casas. Porém, os maiores prejuízos foram na agricultura, sendo a rizicultura o setor mais prejudicado. Alguns agricultores chegaram a registrar perda de até 50% na produção de arroz. 


Círculo 80 anos


Em janeiro de 2018, a Círculo S/A completou 80 anos de atividades em Gaspar. As oito décadas de história e o sucesso da gigante de fios rendeu até mesmo uma homenagem da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (foto). O ano de 2018 também foi de festa para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Gaspar (Sitrug) que, em abril, completou 50 anos.

Furto no BB

Em maio, a agência do Banco do Brasil, no Centro de Gaspar, foi alvo de bandidos. O que chamou a atenção foi a ousadia dos criminosos: para entrar no banco, eles quebraram a parede aos fundos do prédio. Já no interior da agência, eles tiveram acesso a um dos cofres, de onde furtaram um grande quantia de dinheiro. O valor não foi confirmado pela agência, mas a redação apurou na época que a quantia levada pelos bandidos ficou próxima a R$300 mil.  

Convite

O delegado de Gaspar, Paulo Norberto Koerich, foi o primeiro nome anunciado para compor a equipe de governo do comandante Moisés. Em novembro, ele recebeu o convite para comandar a Delegacia Geral de Polícia Civil de Santa Catarina. 

Febra Amarela confirmada

No dia 23 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde de Gaspar recebeu a confirmação de que Filomena Soares de Campos Silva, 57 anos, morreu vítima de febre amarela. A moradora do bairro Poço Grande contraiu a doença após viajar para a cidade de Mariporã, no estado de São Paulo (SP). 

Corpo encontrado no litoral

Após quatro meses de angústia e incertezas, a família de Antônio Bornhausen, 53 anos, teve a confirmação de que o gasparense, desaparecido desde o dia 18 de maio, estava realmente morto. O corpo foi encontrado por pescadores no dia 14 de setembro, em uma praia de Araquari, litoral norte de Santa Catarina. Um dia após seu desaparecimento, o carro de Antônio foi encontado na rua Itajaí, próximo ao rio Itajaí-Açú. Até hoje, as circunstâncias da morte do gasparense segue envolta em mistério. 

Passeio São Pedro

A obra do Passeio São Pedro, que está sendo erguido no Complexo Cristo Rei, no Centro de Gaspar, teve início em setembro deste ano. A área pertence à Paróquia São Pedro Apóstolo e a nova edificação está sendo construída no espaço onde funcionava um estacionamento. O objetivo é que a Festa de São Pedro de 2019 seja realizada na nova estrutura.

Obras se arrastam

Em setembro, a novela envolvendo a obra da rua Madre Paulina, no bairro Sete de Setembro, ganhou um novo capítulo: o contrato com a empresa vencedora da licitação, a Multiplus Serviços e Obras, foi rescindido pela prefeitura. A obra, que iniciou ainda em 2014, deve ser retomada no início de 2019, por uma nova empresa. Outra obra que se arrasta é a da Escola Olímpio Moretto, que ainda não tem previsão de término.


Metas é premiado


O Jornal Metas saiu como o grande vencedor do 19ª Prêmio Adjori/SC. Nas três categorias em disputa, o bissemanal gasparense esteve entre os três melhores. Na categoria jornalismo online, que avalia reportagem multimídia e portal de notícias, o Jornal Metas continuou imbatível, recebendo pelo sexto ano consecutivo o Pena de Ouro. Já na publicidade, que reúne a mídia paga produzida por equipe e agência de propaganda, o JM conquistou pela terceira vez - a segunda consecutiva - o Pena de Ouro. No último e mais concorrido Pena de Ouro da noite, o do jornalismo impresso, o JM voltou a se destacar, ficando com o segundo lugar.

Mudanças no trânsito

As prometidas mudanças do trânsito na região central da cidade, com o objetivo de dar fluidez ao tráfego de veículos, tiveram início no fim de novembro, com a implantação do binário do trevo da Parolli - a prefeitura decidiu executar a obra em quatro etapas. 

Despedidas

O ano de 2018 foi marcado por tristes despedidas. No dia 8 de abril, Gaspar perdeu um grande músico, defensor e propagador da cultura gasparense: o maestro João Batista Bohn, que faleceu aos 74 anos. Foi também neste ano que Gaspar se despediu do mais antigo cirurgião dentista de Santa Catarina. Cláudio Beduschi, que atuava na cidade há mais de 60 anos, faleceu no dia 11 de março, aos 92 anos. No dia 22 de fevereiro uma notícia causou comoção na comunidade gasparense: o empresário Osni dos Santos, o Paxá, faleceu em um acidente aéreo. O avião de pequeno porte em que ele estava caiu em Manaus e ele não sobreviveu. Outro empresário que perdeu a vida em 2018 foi Rodrigo Schramm, um dos principais estrategistas dos governos petistas de Pedro Celso Zuchi. Em outubro, a luta do pequeno Erick Lupczinski por sua sobrevivência chegou ao fim. A criança, diagnosticada desde o nascimento com uma grave doença, morreu aos nove anos de idade, por falência múltipla de órgãos. Foi também neste ano que Gaspar deu adeus a Evandina Dias, a dona Nina. A viúva de Fidal Flávio Dias faleceu aos 96 anos, no dia 20 de abril. 


O Brasil parou


Em maio, o Brasil literalmente parou. Caminhoneiros de todo país iniciaram uma greve e bloquearam as estradas em diversas regiões. Em Gaspar, foram três pontos com manifestações: na BR-470 e nas rodovias Jorge Lacerda e Ivo Silveira. O movimento ganhou grande apoio da comunidade que, mesmo prejudicada com a paralisação, se mostrou solidária aos motoristas. A greve durou uma semana e causou grandes prejuízos, principalmente na agroindústria. Sem combustível, o transporte coletivo parou de funcionar e muitas empresas precisaram suspender o expediente. A principal reclamação dos caminhoneiros foi em relação ao preço elevado dos combustíveis.    

História preservada

Foi em outubro deste ano que Gaspar deu um passo muito importante para a preservação de suas raízes: o início da criação do Arquivo Histórico. A organização do acervo está sendo coordenada pela secretaria de Educação e diretoria de Cultura, com apoio da professora e pesquisadora Leda Maria Baptista. O arquivo teve início com um acervo que começou a ser pesquisado pela professora Leda ainda em 1980. Naquela época, ela sentiu falta de um conteúdo que pudesse repassar a seus alunos, então começou a organizar passeios pela cidade e registrar as visitas em relatórios. O trabalho chamou a atenção do presidente do grupo Lince, Leopoldo Adolfo Schmalz, que por três anos patrocinou as pesquisas e até hoje apoia a iniciativa.

A polêmica da Arena

Após muitas incertezas, a prefeitura recebeu, em março, a cessão do uso da Arena Multiuso para a realização de alguns eventos, entre eles o tradicional rodeio do CTG Coração do Vale - que chegou a ficar ameaçado de não acontecer. Desapropriada em 2011, a área da Arena Multiuso virou alvo de disputa judicial. Os proprietários questionam, na justiça, o valor da desapropriação e pedem reintegração de posse. No ano passado, a justiça devolveu a posse do terreno para a família Fritzsch até que seja dada a sentença final. Desde então, para não correr riscos, a prefeitura havia suspendido a realização de qualquer evento privado no local.

Moda, champagne e solidariedade

No dia 30 de outubro, o salão nobre do Bela Vista Country Club voltou a ficar lotado para mais uma edição do Moda & Champagne, organizado pela colunista social do Jornal Metas, Juli Deschamps, em parceria com as lojas Isabella Boutique, Maesta, Crazy Monkey, Gloriosa e Relojoaria e Óptica Safira. O evento, realizado pelo nono ano consecutivo, foi mais uma vez sucesso e resultou em uma doação de R$10.500,00 para a Associação de Pais e Amigos dos Autistas (AMA), que irá utilizar a verba para começar a mobiliar sua nova sede.


Sítio arqueológico


As obras de duplicação do Lote 2 da BR-470, em Ilhota, trouxeram uma grande descoberta para a humanidade: um sítio arqueológico, do tipo sambaqui, com restos de duas ossadas humanas. A descoberta aconteceu em 2017, mas as escavações no local ocorreram somente em maio deste ano, depois de autorizadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. As ossadas, de uma mulher aparentando entre 20 e 30 anos, e uma outra pessoa de sexo não identificado, foram enviadas para análise em um laboratório nos Estados Unidos e foram datadas de 5.880 anos. Isso levou à constatação de que se trata de um dos sítios arqueológicos mais antigos do Estado e, talvez, do Brasil, já que arqueólogos calculam que os primeiros sambaquis surgiram no Brasil há cerca de 6.500 anos.


Inauguração Havan


No dia 24 de março foi inaugurada em Gaspar, no bairro Bela Vista, a primeira loja da rede Havan na cidade. O investimento de Luciano Hang no empreendimento, de 6mil m², foi de R$25 milhões e resultou em aproximadamente 150 empregos diretos. Três meses depois da inauguração, chegou ao local a réplica da Estátua da Liberdade - símbolo da Havan - com 36 metros de altura.    





JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |