| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
galo.png
COLUNA
Por Alexandre Melo | jornalismo3@jornalmetas.com.br

Violência no futebol

O exagero da rivalidade no futebol exige que as torcidas fiquem separadas por grades, que em algumas praças os clássicos sejam jogados com apenas uma torcida, que o policiamento seja igual ou maior que o da visita do mais importante chefe de estado ao nosso país, que pais e filhos assistam aos jogos em setores separados do estádio só porque torcem por times diferentes e que a torcida adversária fique por quase uma hora "presa" dentro do estádio até que a outra torcida vá embora. Tudo isso é a realidade do futebol no Brasil e em outros países, como aqui ao lado, na Argentina.

Violência no futebol 2

Portanto, não surpreende mais atitudes truculentas como a de uma torcedora do Internacional e de outros torcedores do mesmo time levados pelo fanatismo clubístico no episódio pós-Grenal, no último sábado (20). Também é condenável o fato de uma mãe, acompanhada de seu filho menor, comemorar o resultado do clássico no meio da torcida adversária, sacudindo a camisa do Grêmio em tom de provocação. Ela expôs a criança a um risco desnecessário. Ou ela pensava estar em um concerto da orquestra filarmônica de Berlin? As pessoas que ali estavam ainda não haviam digerido o resultado do jogo, ou seja, estavam frustradas, um sentimento que quase sempre desencadeia reações violentas quando a pessoa ou pessoas são provocadas. 

Violência no futebol 3

Felizmente, o episódio não terminou em algo mais grave, mas terá desdobramentos nesta semana, pois o Ministério Público do Rio Grande do Sul requisitou as imagens do circuito interno do Beira-Rio e vai denunciar o clube de acordo com o Estatuto do Torcedor. Ou seja, o Internacional pode pagar por duas atitudes irresponsáveis de torcedores. Na minha opinião, o clube não poderia ser penalizado, porém, se o fato aconteceu dentro do estádio é de responsabilidade do clube. Lembro que, há cerca de quatro anos, quando houve um episódio de racismo na Arena do Grêmio, em um jogo contra o Santos pela Copa do Brasil, onde o goleiro Aranha foi ofendido por torcedores do Grêmio, o clube acabou eliminado da Copa do Brasil. 

Pedal Terral

Foi dada a largada para as inscrições do segundo Pedal Terral do ano, que acontece em Gaspar no dia 18 de agosto. É um pedal de cicloturismo para todas as idades e níveis. A segunda edição deste ano vai percorrer uma parte do Roteiro Costa Verde & Mar, contemplando belas regiões do interior de Gaspar, Ilhota e Itajaí. A premiação são medalhas para todos os ciclistas que concluírem os roteiros. No último pedal do ano, as três medalhas conquistadas serão unidas em um belo troféu. A organização do evento, que já acontece há quatro anos, é do Espaço Terral Eventos. São dois trajetos: 40km e 20km, ambos saindo do Espaço Terral. O valor é de R$60,00 + 1kg de alimento não perecível ou 1 (un.) de material de limpeza. Inscrições: Bike Center; JC Bike Pró e Gaspar, Volnei Bikes e D'ilos Bike, em Gaspar; além da 360 bike Shop, em Blumenau, Box Tuning, em Balneário Camboriú ou pelo site www.riscozeroadventure.com.br.




LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |