| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
galo.png
COLUNA
Por Alexandre Melo | jornalismo3@jornalmetas.com.br

Polêmica

Essa semana surgiu uma polêmica em um dos grupos de whatsapp que eu participo. O assunto era a exclusão, desde o ano passado, das equipes de Itajaí dos torneios de futebol de Gaspar. A alegação é que times de Itajaí se envolveram em brigas, por isso os organizadores dos campeonatos, em comum acordo com os donos dos campos, decidiram excluir os times da cidade litorânea. O líder de um times de Itajaí reclamou bastante, pois entende como uma decisão injusta. Não quis dar a minha opinião no grupo, mas vou dá-la aqui. Primeiro, não é somente esse o motivo, mas prefiro não colocar mais lenha na fogueira. Eu sou contra essa segregação. Itajaí tem times até mais disciplinados que muitos de Gaspar e de outros municípios. Além disso, a decisão está barrando apenas os times e não jogadores, pois muitos itajaienses, inclusive que arrumaram confusão em campeonatos passados, podem tranquilamente jogar torneios em Gaspar por equipes de Blumenau, Brusque, Ilhota e etc. Deveria haver uma lista de jogadores impedidos de participar de torneios em Gaspar, jamais se deveria barrar os times.  

Polêmica 2

Por outro lado, entendo como necessário limitar o número de times de fora nas competições daqui, e aí não estamos falando apenas de Itajaí, mas de Brusque, Blumenau, Ilhota, Luis Alves e etc. Ou seja, se vamos ter um campeonato com 30 times, no mínimo 20 vagas deveriam ser das equipes locais. Se não preencher essa cota, o campeonato deveria ter menos equipes ou então abrir mais algumas vagas para times de fora, mas que não extrapole. A gente sabe que em função da premiação, os times se reforçam e aí fica difícil para as equipes somente de amigos (as verdadeiras patotas) participarem, pois o nível técnico do torneio vai lá em cima.

Seleção Brasileira

Os otimistas vão dizer que a Seleção Paraguaia montou um ferrolho e dificultou as coisas para o Brasil e que sem Neymar as coisas ficam mais difíceis, mas o que importa foi a classificação. Eu até ouso afirmar que o futebol da Seleção Brasileira dá para conquistar a Copa América diante da ruindade das outras seleções e pelo fator local, porém, não dá para olhar para o campo sem pensar no futuro, isto é, a Seleção Brasileira voltar a conquistar uma Copa do Mundo. Eu vejo que a Seleção Brasileira involuiu da Copa do Mundo da Rússia para cá. Os erros começam nas convocações do Tite, sem muita convicção. Alguns jogadores não estão tecnicamente qualificados para vestir a camisa da Seleção Brasileira. Contra o Paraguai isso ficou notório. Arthur, por exemplo, é um bom jogador, mas não para ser titular, o mesmo digo do Gabriel Jesus. Agora, é encarar a Argentina, que venceu a Venezuela sem precisar dos pênaltis. O cenário do jogo é o Mineirão, de tristes lembranças para nossa Seleção. 

Torneio de Inverno

Tem futebol suíço na tarde deste sábado (29), no Independência, campo da Sociedade Sete, pela segunda rodada da Taça de Inverno. A partir das 13h30min, se enfrentam Sampaio Correa e Arsenal. As duas equipes perderam na primeira rodada. Quinze minutos depois, no campo B, um jogo entre duas equipes que venceram na rodada de abertura: Tubos LZ x Quinta Livre. A tarde de futebol no Sete de Setembro prossegue com mais seis jogos 



LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |