| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
galo.png
COLUNA
Por Alexandre Melo | jornalismo3@jornalmetas.com.br

O VAR de novo!

01 Novembro 2018 21:15:00

Quando o VAR, o árbitro de vídeo, me beneficia aí é a melhor coisa do mundo. Quando ele erra, a sua eficiência é questionada. É o que está acontecendo com alguns clubes brasileiros, que já foram beneficiados pelo VAR na Libertadores, mas que agora começaram a questionar o uso da tecnologia por causa de decisões equivocadas. E pior é que parte da imprensa acaba aderindo à campanha contra o VAR. O árbitro de vídeo é a melhor coisa que já inventaram nos últimos 50 anos no futebol mundial. Não tem como retroceder. No jogo Grêmio x River Plate ocorreram dois lances polêmicos, mas o VAR só foi acionado em um deles; no outro, o árbitro, que fica em frente às câmeras de TV não quis chamar o árbitro de campo. Errou? Sim, porque realmente o gol de empate do River Plate foi ilegal, agora se não tivesse o VAR certamente o juiz teria errado duas vezes, pois ele também não viu a bola bater na mão do zagueiro Bressan. No jogo Palmeiras x Boca Juniors, também pelas semifinais da Libertadores, novamente o VAR virou o assunto principal. Ainda no primeiro tempo, o árbitro de vídeo não foi acionado para verificar um possível pênalti a favor do time brasileiro. Galvão Bueno esbravejou: "o árbitro enlouqueceu!", disse o narrador. A minha sugestão, e acho que a Fifa deveria amadurecer a ideia, é usar da mesma regra do vôlei, ou seja, quem pede o VAR é o time que se sente prejudicado. Acredito que dando a possibilidade de um pedido de VAR para cada time durante o jogo já seria suficiente para acalmar a turma que não quer a evolução dos tempos. O juiz ficaria com a prerrogativa de acionar o VAR quantas vezes quisesse. 

A violência

Sou contrário a qualquer violência no futebol, seja ela dentro ou fora de campo. E não apenas a violência física, mas também contra o assédio moral e o discriminatório. Já joguei futebol, por pouco tempo, é bem verdade, mas nunca me envolvi em brigas, sempre fui da turma do "deixa disso". Pra mim, futebol é diversão. Por isso, quando me chegam notícias de brigas no futebol eu realmente fico estarrecido, pois não se admite as pessoas saírem de casa para a prática do lazer, que é de fato a razão de existir do futebol não profissional, e acabarem se envolvendo em confusão. Se usei algum "termo mais pesado" para classificar o que ocorreu no Campeonato da Liga Desportiva Gasparense (LDG) quero dizer que foi porque realmente não tolero violência em nenhum esporte e me referi especificamente ao episódio do jogo. Fora dele as pessoas podem até ser educadas, comportadas e bons pais de família, só que erraram feio. Duas ou mais pessoas agredindo uma outra já é suficiente para colocá-la em risco de morte. 

Agora é o Brasileirão!

Com o fim do sonho da Libertadores para Palmeiras e Grêmio, o Campeonato Brasileiro vai de fato começar. Os dois times, que ocupam as primeiras colocações da tabela, vão focar suas atenções para a competição, o que vai ser muito bom. O Grêmio tem time para ficar entre os quatro primeiros, o que lhe garantirá vaga direto na fase de grupo da Libertadores, e o Palmeiras para conquistar o título. Os outros times, que também brigam por vaga na Libertadores e até pelo título, vão precisar jogar mais.


LEIA TAMBÉM

JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |