| ASSINE | ANUNCIE
| | | |
WhatsApp Image 2019-08-22 at 22.00.59.jpeg
COLUNA
Por André Soltau | editora@tracosecapturas.com

Encontros com o Escuro

A visão não é só dada pela natureza biológica do ser e sim pela construção cultural de cada um. A afirmação é para dar conta de um assunto tabu entre os mortais: o amor.

Cantado à exaustão e recontado por muitos, quem sou eu, um simples cronista interiorano a falar de tema tão controverso? Ou quem ousa vincular amor com o encontro na escuridão? Ou melhor, dizendo, quem faz do amor como um tema tabu?

Nada disso. O que procuro é falar de olhares sobre o mundo. Nessa semana assisti (mais uma vez) o documentário Janela da Alma. O título remete à citação atribuída a Leonardo da Vinci de que "os olhos são a janela da alma e o espelho do mundo". E fiquei com vontade de dividir com vocês alguma coisa.

Há coisas que só um olhar apaixonado é capaz de perceber. A pele, o sorriso, o sofrimento e por aí vai. É do olhar que não perdemos o que amamos, ou melhor, é pelo olhar que o mantemos vivos. O contrário também é verdadeiro, pois quanto mais desafeto, menos enxergamos o outro. Veja a vida em sua volta e perceba quanta coisa não vejo simplesmente porque não me apaixono pelo que me cerca.

É também pelo olhar que nos iludimos. Lembro da alegoria da Caverna, escrita por Platão. No texto deixa dito que vivemos em uma sociedade presa na ignorância e completamente iludida a ponto de preocupar-se mais em ver as sombras do que a própria vida. Corremos para ganhar dinheiro, por exemplo, depois o gastamos em remédios para ficarmos vivos.

Como estimular o olhar apaixonado? Como utilizar do amor pela vida sem ser piegas? Como olhar para o mundo sem o cansaço diário? Como ser sensível com as dores do mundo? A arte pode nos fazer ver o mundo. É um caminho possível e, nem sempre tranquilo quando os discursos dominantes demonizam o artista.

O que nossa retina capta é parte pequena do que vemos. Não vemos sem sentir. Ver dói - e muito. Tanto é que o documentário Janela da Alma encerra com um recém-nascido abrindo os olhos e chorando para ver o novo mundo que lhe anunciam. Educar dói, crescer mais ainda.

Apaixone seus olhos.

p.s.: Como artista, escrevo profundamente incomodado com o convite do Sr. Governador aos artistas para que sua arte faça a festa sem ônus para o estado. Parafraseando Nietzsche -que tocou no assunto lá no Século XIX - digo eu que temos a arte para não morrer de realidade.

Fica a dica:

Documentário Janela da Alma ( Direção Walter Carvalho, João Jardim. 20014)




JORNAL METAS | GASPAR, BLUMENAU SC

(47) 3332 1620 |




JORNAL METAS - Rua São José, 253, Sala 302, Centro Empresarial Atitude - (47) 3332 1620

| | | |